Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Cantareira começa novembro com chuva volumosa

29/10/2014 às 16:38
por Josélia Pegorim

Sob o céu azul e o sol forte, com o calor de mais de 30°C, um pouco mais da pouca água que resta nos principais reservatórios que abastecem a Grande São Paulo vai sendo evaporada.

Nesta quarta-feira, o armazenamento no Sistema Cantareira era de 12,0% e no Alto Tietê de 1,0%. No dia 24 de outubro, quando começou a ser considerada a segunda cota da reserva técnica (o volume morto, água do fundo de algumas represas, de difícil acesso e que nunca tinha sido usada), o nível do Cantareira subiu para 13,6%.

 

A chuva mensal mais volumosa em mais de 1 ano ocorre em março de 2014 quando choveu 193 mm. Mas a última vez que choveu mais de 200 mm sobre o Cantareira foi em fevereiro de 2013, que fechou com um acumulado de aproximadamente 249 mm.

Ainda vai demorar muito tempo, meses, talvez mais de ano, para que vermos as represas do Cantareira cheias de água, sem nenhuma visão do fundo de terra rachada como está agora. Mas o importante é que não temos mais uma situação bloqueio, como ocorreu no verão passado, que deixou São Paulo sem frentes frias e sem chuva.

Há 15 dias vem sendo prevista uma grande frente fria para o começo de novembro, com potencial para provocar muita chuva. Confira os efeitos desta frente fria sobre o Sistema Cantareira na análise da meteorologista Josélia Pegorim.