Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Em 11 dias, nível do Cantareira caiu apenas uma vez

03/02/2015 às 12:13
por Josélia Pegorim

Atualizado às 10h30 de 4/2/2015 O nível de armazenamento dos sistemas Cantareira aumentou 0,1% nas últimas 24 horas. O sistema Guarapiranga ficou estável e o Alto Tietê teve queda de 0,1%. Segundo informação da Sabesp, nesta terça-feira, 4, o armazenamento no Cantareira era de 5,2%. Parte desta ligeira elevação está associada com a chuva moderada a forte que caiu nas últimas 48 horas em algumas represas que compõem o Sistema Cantareira. Em 11 dias, de 25 de janeiro até 4 de fevereiro, o nível do Cantareira teve apenas 1 queda, entre os dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro. Nos demais dias, houve elevação ou estabilidade.     Mais chuva As previsões para os próximos dias são animadoras. As pancadas de chuva vão aumentar sobre a região dos reservatórios já a partir desta quarta-feira. As pancadas voltam a ocorrer especialmente à tarde e à noite, com chance de chuva forte . A chuva mais intensa é esperada para o fim da semana, entre quinta-feira e sábado.  

  O mapa mostra o quanto choveu até 21 horas de terça-feira, 3, nas represas que compõem o Cantareira, segundo o SAISP - Sistema de Alerta e Inundações do Estado de São Paulo. Desta vez, a chuva mais volumosa caiu na represa Paiva Castro     Na segunda-feira, 2, a chuva mais volumosa caiu sobre a represa Cachoeira. Mas o “coração” do Cantareira, a represa Jaguari-Vargem, também teve chuva moderada.   A represa Paiva Castro é a ponta final de todo o Sistema Cantareira. É como se fosse a “caixa d´água” de armazenamento final. A represa Jaguari faz o papel da fonte, de nascente. O mais importante é que chova sobre esta represa.