Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Cantareira entra na segunda cota do volume morto

24/10/2014 às 12:05
por Josélia Pegorim

O fu
ndo do fundo do poço. O nível de armazenamento dos mananciais operados pela Sabesp costuma ser atualizado todos os dias por volta das 9 horas da manhã, mas nesta sexta-feira, 24 de outubro, foi diferente, mais tarde. A surpresa: o armazenamento do Cantareira que era de 3,0% na manhã de 23 de outubro subiu para 13,6%, apesar de não caído uma gota de água por lá nas últimas 24 horas.       A mágica: a Sabesp começou a usar a segunda cota do chamado “volume morto”. O volume acrescido corresponde a aproximadamente 10,7% da capacidade total. Ou seja: esse valor foi somado aos 18,5% que já haviam sido acrescentados em 18 de maio de 2014.     Previsão de chuva para os próximos dias As pancadas de chuva estão voltando a ocorrer, mas ainda sem muita regularidade. Porém, a situação de bloqueio e de calor extremo já terminou. O Sudeste do Brasil vai receber mais umidade do Norte do país nos próximos dias, o que vai facilitar a ocorrência de chuva. A chuva está voltando e poderá ser generalizada e volumosa nos últimos dias de outubro e no começo de novembro. A previsão é de que a circulação de ventos sobre o Brasil e a chegada de uma grande frente fria ajudem a formar e a manter grandes áreas de instabilidade sobre o Sudeste, que devem provocar chuva forte e volumosa sobre o Cantareira.     O que é  volume morto? O volume morto é uma reserva técnica de água, de difícil acesso, que nunca havia sido usada antes da grave crise hídrica pela qual está passando o Estado de São Paulo. Para usar esta água, o governo estadual teve que pedir permissão para a ANA – Agência Nacional das Águas -, órgão federal que coordena o uso da água no país, e teve que fazer obras especiais de engenharia para a captação desta água.     Em 18 de maio de 2014, a Sabesp começou a usar a primeira cota do volume morte, contando com mais 982,07 bilhões de litros de água. Em 24 de outubro de 2014, a Sabesp começou a usar a segunda cota do volume morto, que correspondem a 105,0 bilhões de litros de água.   Drone da Climatempo capta imagens dramáticas da seca em SP Seca do Cantareira é de destaque no site da NASA Participe da Campanha  SP: vida sem água Dê seu depoimento!