Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Cantareira pode ter chuva forte no fim de semana

27/03/2015 às 13:44
por Josélia Pegorim

A passagem de uma frente fria pelo litoral paulista vai estimular o crescimento de áreas de instabilidade sobre o Estado de São Paulo que vão aumentar as condições para chuva também sobre a região do Sistema Cantareira. Tecnicamente esta frente fria passa pelo litoral paulista nesta sexta-feira e até a tarde do sábado já estará ao largo do litoral do Rio de Janeiro. As áreas de instabilidade se intensificam durante o sábado e devem permanecer muito ativas no leste de São Paulo até a segunda-feira. A previsão é de que durante o fim de semana e na segunda-feira, 30 de março, chova forte em várias áreas das bacias hidrográficas que compõem o Sistema Cantareira. O nível de armazenamento deve subir um pouco mais. Até o dia 10 abril, ainda podem ocorrer outros eventos de chuva moderada a forte favorecendo a elevação do nível de armazenamento. Nos mapas, os tons de verde indica a chuva mais volumosa .   Sem chuva, mas sem queda Segundo informações da Sabesp, desde o dia 24 de março não chove sobre o Cantareira. A última chuva foi de 3,5 mm entre os dias 22 e 23 de março. Entre os dias 26 e 27 de março choveu fraco apenas sobre o Sistema Rio Grande. O nível de quase todos os mananciais que abastecem a Grande São Paulo ficou estável ou teve elevação nas últimas 24 horas. O Rio Grande baixou 0,2%, o Alto Tietê baixou 0,1% e o Guarapiranga ficou estável. O nível do Cantareira subiu 0,2%.  

O nível de armazenamento do Sistema Cantareira está sem queda desde o início de fevereiro. A última queda foi entre os dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro. De 2 de fevereiro até 27 de março houve elevação ou estabilidade. A taxa média de elevação diária vem se mantendo em 0,2% desde o início de fevereiro. A elevação do nível de armazenamento depende de vários fatores e pode ocorrer mesmo sem a ocorrência de chuva diretamente sobre área das represas.     Dívida hídrica O nível atual de 18,4% do Sistema Cantareira repõe os 10,7% da cota de água da reserva técnica acrescida em 24  de outubro de 2014 e também repõe 7,7% da cota de 18,5% disponibilizada em 15 de maio de 2014. Há um ano, n dia 27 de março de 2014, o nível de armazenamento do Sistema Cantareira era de 14%, mas  com água do volume útil. Por causa da falta de chuva durante o ano de 2014, o governo começou a captar água da reserva técnica de algumas represas do Cantareira. As duas cotas somam 29,2% em relação do volume de água útil do Sistema Cantareira que é de 982 milhões de metros cúbicos.     Como se mede a chuva? Acompanhe a chuva sobre a Grande SP pelo celular