Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Cantareira poderá chegar aos 14% neste mês

09/03/2015 às 15:56
por Josélia Pegorim

ong> Reservatórios da Grande SP sobem - Cantareira está em quase 13% A chuva generalizada e forte que caiu no fim de semana sobre a Grande São Paulo e também sobre áreas do Sul de Minas Gerais fez subir o nível de armazenamento de todos os reservatórios. Uma das maiores altas foi do Guarapiranga que teve 1,6% de alta. O Alto Tietê e o Cantareira subiram 0,6% da manhã do domingo, 8, para a manhã da segunda-feira, 9, conforme dados da Sabesp. Cantareira mantém alta há mais de um mês O nível de armazenamento do Sistema Cantareira vem tenho elevação ou estabilidade há mais de um mês. A última queda, de 0,1%, ocorreu entre os dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro. Na semana passada, por causa da redução da frequência e do volume das pancadas de chuva, o nível do Cantareira ficou estável por cinco dias consecutivos.  O gráfico mostra o comportamento do nível do Cantareira desde o dia primeiro de janeiro de 2015. O vermelho indica queda em 24 horas, o amarelo, estabilidade, e o roxo representa elevação do nível de um dia para o outro. 14% à vista A chuva de fevereiro fez o  nível do Cantareira saltar de 5,0% no primeiro dia para 11,4% no último dia do mês. A taxa média de elevação desde o início de fevereiro até agora está em 0,2% por dia. Vale lembrar que mesmo sem chuva pode ocorrer elevação, pois o nível de armazenamento não depende exclusivamente da chuva que cai sobre as represas. Se a taxa de 0,2% ao dia persistir, teoricamente o Cantareira chegaria a 14,1% em seis dias, no dia 15 de março. O armazenamento de 14% é um dos fatores que impediriam a decretação de um racionamento formal em São Paulo, conforme anunciou o governo paulista.   Dívida hídrica poderá ser paga até o fim de março O armazenamento de 12,9% repõe a cota de 10,7% de água do volume morto que foi acrescida em 24 de outubro de 2014 e 2,2% da cota de 18,5% disponibilizada em 15 de maio de 2014. Faltam 16,3% para repor o total de 29,2% das duas cotas juntas. Mantendo a taxa diária de 0,2% de elevação do nível, os 16,3% faltantes para saldar o empréstimo da água do volume morto poderiam ser alcançados antes do fim de março.   Porém, a previsão de chuva não é tão animadora. Nos próximos 15 dias, as pancadas de chuva ainda vão ocorrer, porém com pouco volume e menos frequentes do que nos últimos dias. Assim, o volume de chuva até o dia 23 de março não será alto como no fim de semana.