Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Cantareira tem fevereiro mais chuvoso em 9 anos

18/02/2015 às 16:27
por Josélia Pegorim

Em 1
8 dias de fevereiro, o Sistema Cantareira recebeu 257,0 mm de chuva, pela medição da Sabesp. Esta quantidade de chuva supera em 29% a média de chuva normal para fevereiro que é de 199,1 mm. O último mês em que o Cantareira teve chuva acima da média foi em março de 2014, mas foi a diferença foi pequena. A média de chuva para março de 2014 foi de 184,1 mm e choveu 193,3 mm em 31 dias, de acordo com informações do site da Sabesp. A chuva de fevereiro de 2015 está surpreendendo - total acumulado em 18 dias foi 29% acima da média mensal - quantidade de chuva praticamente igual a dezembro 2012 quando choveu 256,8 mm - maior quantidade de chuva desde janeiro de 2012 quando choveu 336,5 mm - maior quantidade de chuva, para um mês de fevereiro, desde 2006, quando choveu 283,4 mm em fevereiro   Seca não acabou O bom desempenho da chuva de fevereiro não significa que a seca está acabando. É preciso lembrar que água que está sendo usada é a da chamada reserva técnica, ou volume morto. A reserva técnica é uma porção de água que nunca havia sido usada antes, porque nunca precisou, que estava abaixo do nível mínimo normal de captação. Para usar a reserva técnica o governo de São Paulo instalou bombas mais potentes para conseguir puxar esta água do fundo das represas. A primeira cota de água do volume morto, de 18,5%, foi disponibilizada em 16 de maio de 2014 e a segunda cota, de 10,7%, em 24 de outubro de 2014. No total foram acrescidos 29,2% a mais de água da capacidade total do sistema. Na prática não entrou mais água no Sistema Cantareira, mas foi feito uma espécie de “empréstimo”. Compare com a sua conta corrente do banco e o cheque especial. O nível normal de água é a sua conta no banco com saldo positivo. Como esta água (dinheiro) não ia ser suficiente para o abastecimento (despesas) no ano de 2014, começamos a usar o “volume morto” (dinheiro de cheque especial). Atualmente, a reserva de água real do Cantareira é volume morto (dinheiro de cheque especial). A conta (cota de água) ainda está no vermelho. Estamos devendo água. A chuva volumosa de fevereiro apenas diminuiu um pouco a dívida. Falta muita chuva ainda para ficarmos no azul, ou seja, com nível de água normal no Sistema Cantareira.   Situação atual Os principais reservatórios de água que abastecem a Grande São Paulo estão tendo elevação do nível de armazenamento há 13 dias consecutivos. Entre os dias 17 e 18 o Cantareira subiu 0,8%, o Alto Tietê teve alta de 1,1% e o Guarapiranga de  0,7%.     Chuva diminui nos próximos dias Fortes pancadas de chuva ainda podem ocorrer sobre as represas do Cantareira nesta quinta-feira, 19. Porém, o dia 20 de fevereiro e até o fim o mês, as condições para chuva vão diminuir. Uma assa de ar seco ganha força novamente sobre a Região Sudeste fazendo com que as áreas de instabilidade enfraqueçam bastante. A última semana de fevereiro será com pouca chuva e é possível que o nível do Cantareira volte caia alguns pontos porcentuais. Mas  a chuva deve voltar a aumentar no começo de março.