Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva causa estragos no RJ, em MG e no ES

28/12/2010 às 11:03
por Josélia Pegorim

A ch
uva caiu com muita força em áreas da região serrana do Rio de Janeiro durante a noite de ontem e a madrugada desta terça-feira. Algumas localidades receberam mais de 100 milímetros de chuva em 24 horas e o grande volume de água gerou deslizamentos de terra. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, em Teresópolis choveu 147 milímetros entre 10 horas de segunda e 10 horas desta terça-feira. Em Petrópolis, segundo o monitoramento da Defesa Civil Municipal, foram acumulados 130 milímetros durante a segunda-feira. Volumes de chuva desta ordem são tecnicamente muito elevados e causam grandes transtornos em qualquer lugar. Em outras áreas da região serrana fluminense, a chuva não foi tão volumosa desta vez. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou aproximadamente 36 milímetros na região de Nova Friburgo e do Pico do Couto, no período entre 10 horas de segunda e 10 horas desta terça-feira. A chuva forte e volumosa na região serrana do Estado do Rio foi provocada por grandes áreas de nuvens carregadas que estão se formando sobre a Região Sudeste desde o início das festas do Natal, após a chegada de uma frente fria. Além da frente fria que está quase parada entre o litoral do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, a Região Sudeste recebe o ar úmido e quente que vem do Norte do Brasil, que ajuda a manter e a aumentar as nuvens de chuva. Muita chuva também na Zona da Mata de MG, norte do RJ e no ES A região da Zona da Mata Mineira, no norte do Estado do Rio de Janeiro e em áreas do Espírito Santo também sofreram com a chuva forte neste início de semana. A chuvarada provocou o transbordamento de rios afluentes do rio Doce e o próprio doce transbordou no domingo em Ponte Nova, na região do vale do rio Doce. Cidades do sul do Espírito Santo também iniciaram a última semana de 2010 inundadas. Em Juiz de Fora, na zona da mata mineira, os deslizamentos de terra mataram uma criança. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia choveu 63 milímetros entre 10 horas de segunda e 10 horas de terça-feira. Em Barbacena, na mesma região, choveu 98 milímetros, sendo que quase toda a chuva caiu em apenas 2 horas, entre 16 e 18 horas da segunda-feira. A zona da mata mineira já teve outros eventos de chuva muita chuva no mês passado e também em dezembro. O volume de chuva acumulado este mês já está bastante superior à média normal. Na medição do Instituto Nacional de Meteorologia, em 28 dias, Juiz de Fora acumulou aproximadamente 470 milímetros, sendo que a média para dezembro fica em torno de 327 milímetros. Em Barbacena já choveu 330 milímetros, para uma média em torno de 262 milímetros. O norte do Estado do Rio também teve chuvas acima do normal em novembro e a situação está se repetindo este mês. Em Itaperuna, novembro fechou com quase 360 milímetros de chuva acumulados e a média normal fica em torno de 195 milímetros. Em 28 dias de dezembro choveu quase 350 milímetros, superando a média de 207 milímetros. Previsão é de mais chuva A situação meteorológica vai continuar crítica no Sudeste do Brasil nos próximos dias. Apenas o Estado de São Paulo fica fora da área de risco de temporais. Muitas áreas paulistas terão até dias sem chuva até o fim da semana. Já para o Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, a situação é de alerta porque há condições para chuvas fortes e volumosas até o domingo que vem. O risco de novos deslizamentos e transbordamento é alto.