Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva forte no Nordeste

24/11/2013 às 09:58
por Aline Tochio

Áre
as de instabilidade em níveis baixos e médios da atmosfera cresceram sobre o interior do Nordeste brasileiro e levaram chuva, de até forte intensidade, para o interior da Bahia, do Piauí e do Maranhão. No Piauí a chuva foi quase generalizada no centro-sul do Estado. Segundo medições das estações automáticas do INMET, caiu um forte temporal na cidade de Gilbués na noite deste último sábado (23). Em apenas 1 hora (entre 22h e 23h, horário de Brasília), choveu 70 milímetros. Entre 22h de sábado e 02 horas da madrugada deste domingo, choveu 91 milímetros. Em Uruçui também choveu forte às 22h de ontem, acumulando 34 milímetros. Entre 22h de sábado (23) e 09 horas da manhã deste domingo a chuva acumulou 53 milímetros. Outra cidade que teve chuva forte foi Canto do Buriti. A chuva caiu forte entre 07h e 08h, acumulando 30 milímetros. Entre 05h e 09h deste domingo, também pelo horário de Brasília, choveu 46 milímetros. Na Bahia, os maiores volumes acumulados foram observados no vale do São Francisco, na região central do Estado. Nas últimas 12 horas (entre 21 horas de sábado e 09 horas de domingo, horário de Brasília) foram acumulados quase 51 milímetros de chuva em Ibotirama, 46 milímetros em Barra  e 29 milímetros em Irecê. Mas muitas outras cidades do centro-oeste, sul e leste da Bahia também receberam alguma chuva neste período. No Maranhão as chuvas mais fortes caíram sobre o centro-leste do Estado. Entre 21 horas de sábado e 09 horas de domingo, horário de Brasília, foram acumulados 30 milímetros em Caxias, 26 milímetros em Colinas e 24 milímetros em Barra do Corda. Ainda há previsão de mais chuva para esta semana nesses Estados. A situação é boa e ruim ao mesmo tempo. Por mais que seja bom chover para aliviar os efeitos da estiagem entre Maranhão, Piauí e Bahia, há risco de transtornos como alagamentos, devido à grande quantidade de chuva que é esperada para os próximos 5 dias. Confira no mapa abaixo os volumes esperados: