Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva não dá trégua a Mato Grosso

05/03/2014 às 10:45
por Josélia Pegorim

Áreas de instabilidade continuam crescendo sobre o Mato Grosso devido ao acúmulo de a quente e úmido sobre o Estado. As nuvens carregadas se espalham por todas as regiões matogrossenses e causam temporais.

Nesta quarta-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 66 mm de chuva sobre Confresa, apenas entre 6h e 9h. O acumulado em 24 horas, entre 9h de ontem e 9 horas de hoje foi de 87 mm. No mesmo período, choveu 63 mm em Juara e 61 mm em Cuiabá. A formação de áreas de instabilidade vai continuar nos próximos dias e a previsão é de que chova forte em muitos locais do estado. O mapa mostra o volume de chuva estimado até 20 de março.O verde escuro indica mais de 200 milímetros previstos. Excesso de chuva A maioria das áreas de Mato Grosso terminou o mês de fevereiro com chuva acima da média. Cuiabá, a capital do Estado, foi a única capital do Centro-Oeste que teve mais chuva o que o normal no mês passado. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou aproximadamente 260 mm de chuva nos 28 dias de fevereiro, sendo que a média para o mês é de quase 200 mm. O excesso de chuva á causa problemas especialmente no norte do Estado, onde a água deixa estradas cobertas na região de Sorriso. O excesso de chuva prejudica as plantações de soja.  A região de Barra do Bugres está sendo afetada pela cheia do rio Paraguai.  A cheia do rio Araguaia afeta as cidades do nordeste de Mato Grosso, na divisa com o Tocantins, Pará e Goiás.