Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Chuva volumosa no Amazonas, Pará e no Tocantins

10/03/2011 às 17:14
por Josélia Pegorim

Gran
des áreas de instabilidade continuam se formando sobre o Norte do Brasil, como é comum nesta época do ano, por conta do excesso de umidade e de calor por toda a Região. Nuvens carregadas crescem em todos os Estados e provocam chuva frequente, muitas vezes forte e volumosa, que causam transtornos para a população. Mas por outro lado, é essa chuva volumosa que também  enchem os grandes rios do Norte do Brasil, que voltam aos seus níveis normais depois do período da seca. Tradicionalmente, março é um mês de muita chuva sobre o Amazonas e no Pará. O Inmet - Instituto Nacional de Meteorologia - registrou 115 milímetros sobre Itacoatiara, localidade próxima a Manaus, entre 9 horas de ontem e 9 horas de hoje.  Isto representa mais ou menos um terço da chuva média de março em Itacoatiara, que fica em torno de 340 milímetros. Março é o mês mais chuvoso por lá. Em 9 dias já choveu quase 230 milímetros. Em Manaus, o Inmet registrava 153 milímetros acumulados em março, até 9 horas da manhã desta quinta-feira. A capital do Amazonas vem tendo problemas causados pelo excesso de chuva desde o mês passado. Em fevereiro de 2011 choveu 493 milímetros sobre a cidade, 71% acima do normal. Foi o fevereiro mais chuvoso em Manaus nos últimos 18 anos. No Pará, a chuva mais volumosa de ontem para hoje ocorreu no sul do Estado, em São Félix do Xingu, que acumulou 68 milímetros. A região de Marabá, perto da divisa do Pará com o Maranhão e o Tocantins, tem milhares de desabrigados, por conta do transbordamento do rio Tocantins que passa pela cidade. No Tocantins, choveu muito em Taguatinga, no sul do Estado, perto da divisa com a Bahia. O Inmet registrou 82 milímetros acumulados entre 9 horas de ontem e 9 horas desta quinta-feira. As pancadas de chuva vão continuar frequentes sobre o Norte do Brasil nos próximos dias. Até o domingo, as chuvas mais volumosas são esperadas sobre o Tocantins, Amapá, Pará e Amazonas.