Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ciclone extratropical na costa sul do Brasil

03/08/2009 às 12:49
por Josélia Pegorim

Um n
ovo ciclone extratropical se organizou no fim de semana entre o Rio Grande do Sul e o Uruguai. Fortes rajadas de vento foram observadas ontem e hoje, especialmente no litoral gaúcho. Em Rio Grande, no litoral sul do Rio Grande do Sul, uma rajada de vento chegou a 81 km/h entre 18 e 19 horas do domingo. Choveu muito na região nas últimas 24 horas e foram acumulados cerca de 77 milímetros de chuva, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia. Em Tramandaí, no litoral norte gaúcho, as rajadas de vento alcançaram 78 km/h às 4 e às 5 horas da madrugada desta segunda-feira. Em Torres, também no litoral norte gaúcho, as rajadas chegaram a 53 km/h, a 1 e às 2 horas da madrugada desta segunda-feira. Em Mostardas, na parte central do litoral do Rio Grande do Sul, foram observadas rajadas de 66 km/h, às 5 horas da madrugada de hoje. As fortes rajadas de vento provocadas pelo ciclone extratropical já são sentidas no litoral e no sul de Santa Catarina. Na região de Laguna, uma rajada chegou a 51 km/h, às 11 horas. Em Araranguá, ocorreu uma rajada de 52 km/h, à 1 hora da madrugada. Todos os dados de velocidade do vento foram medidos pelas estações meteorológicas automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia. O ciclone extratropical está em deslocamento pelo oceano, afastando-se da costa sul do Brasil. Mesmo assim, fortes rajadas de vento ainda devem ser sentidas no decorrer desta segunda-feira no litoral da Região Sul. Na tarde e noite de hoje e também amanhã, o movimento do ciclone vai manter os ventos moderados a fortes na costa, desde o Rio Grande do Sul até o Rio de Janeiro. A intensidade dos ventos tende a aumentar especialmente no litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro. ciclone_03082009 Por conta dos ventos fortes no oceano, o mar segue um agitado em toda faixa litorânea entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. Ondas de 1 metro a 1 metro e meio são observadas nesta segunda-feira e amanhã alguns picos de 2 metros poderão ocorrer no Rio de Janeiro. As ondas e os ventos tendem a diminuir na quarta-feira.