Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Depois da névoa, dia de sol em São Paulo

10/03/2014 às 08:38
por Josélia Pegorim

A se
gunda-feira amanheceu com forte névoa e até nevoeiro na capital paulista e outras áreas da Grande São Paulo, que esconderam o sol no começo da manhã e também reduziram a visibilidade nos aeroportos. Mas por volta das 8 horas, a névoa começava a se dissipar e o sol já predominava em várias áreas da Grande São Paulo. O dia segue com sol e algumas nuvens, mas não há previsão de chuva. Apesar do ar bastante úmido do início da manhã, a tarde deve ser seca, com níveis mínimos de umidade próximos à 30% nas horas mais quentes. A temperatura deve passar dos 30°C. Ontem, a máxima foi de 30°C no Mirante de Santana, na zona norte, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. A região do aeroporto de Congonhas também chegou aos 30°C. Névoa e nevoeiro No aeroporto internacional de Guarulhos, o nevoeiro se formou às 4 horas da madrugada e persistiu até pouco antes das 6 horas. A visibilidade nas pistas ficou reduzida para 500 metros, aumentou para 1000 metros às 5h43 e às 7h16, ainda com a presença de névoa úmida, a visibilidade já havia aumentado para 6000 metros. No Campo de Marte, na zona norte da capital, onde se concentram as decolagens e pousos de helicópteros, a visibilidade às 6 horas era de apenas 2500 metros, por causa da forte névoa, mas às 7h30 aumentou para 4000 metros. No aeroporto de Congonhas, que opera a ponte aérea São Paulo – Rio, a visibilidade era de 9000 metros às 6 horas e baixou para 5000 metros, às 7 horas, mas este valor não compromete as operações de pousos ou decolagens. Às 8 horas, a visibilidade ainda era de 5000 metros.