Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Dois de tranquilidade, mas depois....

26/05/2010 às 18:33
por Josélia Pegorim

Ser
o dois dias de certa calmaria meteorológica e tranquilidade para os meteorologistas. Até a sexta-feira, não devemos ter grandes problemas com tempo no Brasil. A maioria das áreas do país fica sob a influência de massas de ar seco, quente ou frias, mas que vão dificultar o crescimento de grandes nuvens e a ocorrência de chuva. Até a sexta-feira, a preocupação com pancadas de chuva moderadas a fortes se concentra apenas em parte da Região Norte, nos Estados do Amazonas, Roraima, no Amapá e norte do Pará. Uma frente fria desloca-se pelo mar, ao largo da costa do Sudeste, e até a sexta-feira alcança o norte do Espírito Santo e o sul da Bahia. Mas a área de nuvens pesadas deste sistema deve permanecer sobre o oceano. No Sudeste, há expectativa de muitas nuvens e chuva nas áreas próximas ao mar, como o litoral e a capital paulista, o Estado do Rio de Janeiro e o Espírito Santo. Mas essa chuva será por efeito da grande carga de umidade que ventos marítimos polares vão levar para as áreas costeiras. Esta massa polar é forte, mas a parte mais intensa do ar frio já está sobre o mar. Os níveis de umidade do ar tendem a baixar nos próximos três dias no interior do Sudeste e no Centro-Oeste, mas não devemos ter valores de alerta. A tranquilidade meteorológica termina no sábado, quando uma grande e forte frente fria começar a mudar o tempo no Sul do Brasil. Este sistema deve ter rápido deslocamento e no domingo já estará causando mudanças no tempo em São Paulo, em Mato Grosso do Sul e em Mato Grosso. A grande expectativa em relação a esta frente fria é a sua massa polar. A nova onda de frio poderá ser a mais forte deste outono/inverno. A queda da temperatura esperada é muito acentuada e poderemos ter geada ampla no Sul do Brasil. Os Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e o sul de Minas Gerais devem entrar em risco de geada a partir do dia 2 ou 3 de junho. Os meteorologistas terão muito trabalho para prever as temperaturas dos primeiros dias de junho, pois muitas recordes de frio deste ano devem ser batidos. O inverno começa oficialmente no dia 21 de junho, às 8h28 pelo horário de Brasília.