Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

E o calorão vai continuar - novos recordes de calor

02/02/2010 às 11:54
por Josélia Pegorim

ong>Atualização de recordes de calor do dia 2 de fevereiro de 2010 Como era esperado, o calor aumentou na tarde desta terça-feira e quatro capiais brasileiras registraram novos decordes de calor deste ano. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, às 15 horas, em Porto Alegre, a temperatura chegou aos 36,6ºC. hoje foi o quarto dia seguido de recorde de calor na capital gaúcha.  É interessante notar que a estação medidora do Inmet em Porto Alegre fica no Jardim Botânico, uma região elavada e bastante arborizada na cidade. Em outros pontos da capital gaúcha e da Grande Porto Alegre, o calor foi ainda mais intenso. A base aérea de Canoas registrou hoje 37ºC. Em São Paulo, a temperatura às 15 horas chegou aos 33,8 graus, superando o calor de ontem que foi de 33, 1ºC. A tarde desta terça-feira também foi a mais quente deste ano em Curitiba, a capital do Paraná. A temperatura máxima foi de 31,3ºC, segundo o Inmet. O recorde anterior era de 30,5ºC no dia 4 de janeiro. Goiânia, capital de Goiás, também tem novo recorde de calor. A temperatura nesta terça-feira chegou aos 34,6ºC.O recorde anterior era de 34,4ºC, no dia 18 de janeiro.

E o calorão vai continuar

Fevereiro começou chamando a atenção pela chuva forte que alagou novamente algumas áreas da Grande São Paulo, mas também pelo aumento do calor. Nesta época, tardes quentes com temperaturas acima dos 32ºC são comuns por quase todo o país. Na maioria das áreas do Norte e do Nordeste, faz calor o ano todo. Mas o maior aquecimento no centro-sul do Brasil foi notável. São Paulo e Porto Alegre entraram em fevereiro com novos recordes de calor do ano. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, na tarde do dia 1 de fevereiro, a temperatura chegou aos 33,1ºC na capital paulista e aos 35,2ºC em Porto Alegre. O calor está intenso de forma geral. No fim da manhã desta terça-feira, os termômetros passavam dos 30ºC em praticamente todas as áreas da Região, a menos das cidades serranas. As temperaturas no Rio Grande do Sul eram as que mais impressionavam. Canoas, na Grande Porto Alegre, estava com 32ºC, às 11 horas da manhã. Na tarde de segunda-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 37,2ºC em Campo Bom, também na região metropolitana da capital gaúcha. No Sudeste, o aumento do calor também impressiona, mas principalmente em São Paulo, onde apesar das pancadas de chuva, o sol reapareceu forte. Valores de 30ºC ou mais eram observados por volta das 11 horas da manhã de terça-feira em muitas áreas do interior e do litoral paulista. No Estado do Rio de Janeiro, calorão incomoda até quem gosta dos dias muito quentes. Não é fácil sentir o calor de 35ºC, às 11 horas da manhã, como estava Jacarepaguá, na zona oeste da cidade de do Rio de Janeiro, e em Macaé, no litoral norte fluminense. Esse calor todo tem nada a ver com o aquecimento global. É o calor do sol do verão em fevereiro, mas também do bloqueio das massas polares que vem ocorrendo há várias semanas. Não tem nada de ar polar sobre o Brasil. Nem no centro-norte da Argentina e nem no Uruguai. Por enquanto, o frio está retido na Patagônia, no sul da Argentina, e não vai chegar ao Brasil nos próximos dias. Pelo menos até o fim da semana, todo o Brasil vai continuar muito quente. A próxima frente fria com chance de trazer um ventinho polar para refrescar é esperada Sul do Brasil para o início da semana que vem, entre os dias 8 e 9 de fevereiro. Em São Paulo, os efeitos desta nova frente fria serão sentidos só depois do dia 10 de fevereiro.