Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Esperando o sol de agosto

31/07/2009 às 14:27
por Josélia Pegorim

O ae
roporto de Congonhas, na zona sul da cidade de São Paulo, não opera 24 horas, mas as medições meteorológicas são feitas em todos os horários. Do dia 27 até o dia 31 de julho, o menor índice de umidade relativa registrado no local foi de 77%, ao meio-dia do dia 28, quarta-feira. Em todos os outros dias e horários, os índices de umidade superaram 80%. Isto dá a dimensão do excesso de umidade que foi observado na capital paulista nos últimos dias. O ar muito úmido manteve as nuvens e a névoa que esconderam o sol dos paulistanos. O valor mínimo de 77% de umidade relativa do ar confere com os 21ºC registrados no horário, a maior temperatura em Congonhas nesta semana. Foi na quarta-feira que alguns raios de sol apareceram sobre cidade, mas não em todos os lugares e logo sumira. No dia 28, o Instituto Nacional de Meteorologia também registrou a maior temperatura desta semana no Mirante de Santana, 23,2ºC. A cidade de São Paulo sai do mês de julho como a capital mais chuvosa do país. Foram cerca de 177 milímetros acumulados nos 31 dias do mês, uma quantidade jamais medida pelo Inmet em um mês de julho, desde 1943. O excesso de chuva e de umidade foi observado em praticamente todas as regiões do Estado de São Paulo e gerou problemas como o atraso nas colheitas de inverno, como do café e da cana-de-açúcar. Como julho, historicamente agosto é um mês de seca na Grande São Paulo e também no interior. Chove menos também no litoral. Baixos índices de umidade, problemas com aumento da concentração de poluentes, aumento dos casos de rinites e tosses secas são normalmente comuns em agosto. O mês começa com diminuição da umidade e de nuvens, o que vai permitir que o sol reapareça também na Grande São Paulo no fim de semana. Mas antes da seca de agosto se instalar de vez, os paulistas vão sentir a passagem de outra frente fria. O sistema será rápido e só deve provocar alguma chuva entre a tarde do domingo e a noite de segunda-feira. A previsão é de que o mês transcorra dentro da normalidade climática, com sol e poucos eventos de chuva. A média de chuva para agosto na cidade de São Paulo é de aproximadamente 37 milímetros, o menor valor mensal no ano. Em agosto de 2008 choveu cerca de 78 milímetros. Agosto de 2007 foi histórico. Pela primeira vez, desde 1943, não houve registro de chuva no Mirante de Santana, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia. Foi o que aconteceu em julho de 2008. Nas coisas do tempo, há anos e dias parecidos, mas nunca iguais.