Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Estiagem prolongada no Nordeste

28/10/2012 às 10:01
por Aline Tochio

A ch
uva no sertão do Nordeste normalmente não acumula grandes volumes. Mas esse ano choveu muito pouco. No começo do ano estávamos sob influência do fenômeno La Niña, que desfavorece a chuva em parte da região Nordeste. Em seguida, começou a época climatologicamente mais seca do ano no sertão, quando praticamente não chove, e com isso a estiagem foi se prolongando. Os mapas abaixo mostram a chuva acumulada na Região desde o dia 01 de janeiro de 2012 até 09 horas da manhã de hoje (28/10/2012) e a média climatológica anual do Brasil.
  Fonte: Cptec/Inpe   Fonte: INMET
  Normalmente a chuva durante todo o ano acumulado entre 600 e 1000 milímetros na maior parte do sertão nordestino (INMET), mas esse ano o total de chuva acumulado até 28 de outubro não chegava a 400 milímetros, como mostra a figura da esquerda, disponível na página de internet do Cptec/Inpe. A estiagem está prejudicando a população, já que muitas lavouras foram quase totalmente perdidas e o gado está morrendo de fome e de sede. Para os próximos dias o tempo ainda fica seco e muito quente na Região. Mas há uma luz no fim do túnel para as áreas entre o sertão da Bahia, de Pernambuco e do Piauí. Modelos meteorológicos de previsão de tempo indicam o retorno das pancadas de chuva a partir do dia 02 de novembro, como mostram os mapas abaixo.