Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Forte queda da temperatura em SP. Frio aumenta e volta a gear até o fim da semana.

02/08/2011 às 16:42
por Josélia Pegorim

Uma
forte queda da temperatura ocorreu de ontem para hoje sobre todo o Estado de São Paulo. No norte do Estado, os termômetros baixaram 11ºC. Às 15 horas desta terça-feira, o aeroporto de Ribeirão Preto registrava 24ºC e ontem, a esta hora, o calor chegava aos 33ºC. No oeste, o resfriamento foi muito intenso também. Na região de Presidente Prudente, a temperatura começou a baixar ontem, quando a máxima já não passou dos 24ºC. Mas hoje, de acordo com a medição do aeroporto local, a temperatura entre 8 e 9 horas da manhã era de apenas 10ºC. Ao meio-dia não passava dos 11ºC, ainda com céu todo nublado e sem sol. Os termômetros pararam antes dos 14ºC em Prudente hoje. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, às 14 horas, a temperatura chegou aos 13,8ºC. Foi a menor temperatura máxima hoje registrada no Estado de São Paulo. Os prudentinos sentiram mais frio na tarde desta quarta-feira do que quem mora em Campos do Jordão, na serra da Mantiqueira, ícone do frio paulista. Os termômetros por lá alcançaram 16ºC. A brusca queda da temperatura havia sido prevista ontem pela Climatempo, por conta do grande aumento da nebulosidade e do ar frio polar que estaria entrando sobre o Estado de São Paulo. A temperatura diminuiu muito de ontem para hoje em praticamente todas as regiões paulistas. A frente fria que trouxe a nebulosidade e uma forte massa de ar frio polar avança nesta quarta-feira em direção a Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro, mas ainda vai deixar o tempo muito úmido na maioria das áreas do Estado de São Paulo. A previsão é de que todo o Estado permaneça com muitas nuvens, mas a chance de chover é pequena. Períodos de sol devem ocorrer especialmente no centro-oeste e sul do Estado. No norte de São Paulo, esta quarta-feira será com predomínio de céu nublado e sensação de frio o dia todo. Frio aumenta até o fim da semana e volta da gear no Estado O sol reaparece forte em todo o Estado de São Paulo a partir da quinta-feira, mas a população deve se preparar para o frio intenso. A nova massa de ar polar que está chegando vai atuar com força total no Estado na quinta e na sexta-feira. A madrugada e o amanhecer destes dois dias serão geladas e há risco de geada no centro-oeste e sul do Estado. O frio destes próximos dias será comparável ao que ocorreu no dia 28 de julho, quando uma onda de frio extremamente forte entrou em São Paulo provocando as mais baixas temperaturas deste ano. Geou em quase todas as regiões paulistas naquela época, até mesmo na área urbana da cidade de São Paulo. No centro-oeste, sul e leste de São Paulo, as menores temperaturas estimadas para as madrugadas de quinta e sexta-feira, 4 e 5 de agosto, devem variar de 0ºC a 5ºC. Há chance de geada em cidades como Sorocaba, Itapeva, Avaré, Bauru, Ourinhos e Presidente Prudente. Na serra da Mantiqueira também deve gear nestes dias, com temperatura um pouco abaixo de zero grau em Campos do Jordão. No norte do Estado e no litoral, as temperaturas mínimas nestes dias devem variar de 5ºC a 10ºC. Na capital paulista, a temperatura na madrugada e amanhecer de 4 e 5 de agosto deve ficar entre 4ºC e 7ºC. Há chance de novo recorde de frio.  Até agora, as menores temperaturas registradas em São Paulo foram de 2,4ºC na zona sul, no dia 28 de junho, segundo a medição da USP. Na zona norte, a menor temperatura registrada até agora pelo Instituto Nacional de Meteorologia, foi de 6,1ºC, também em 28 de junho. Muita gente imagina que agosto já não faz muito frio em São Paulo. Mas isto não é verdade. Agosto ainda é época de entrada de ondas de frio fortes sobre o centro-sul do Brasil. Tecnicamente, as temperaturas médias de agosto podem ser comparadas com as de maio. As madrugadas de agosto são em geral mais frias, mas a tardes tendem a ser mais quentes do que as de maio. Curiosamente, a menor temperatura já registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia em São Paulo foi de 2,5ºC abaixo de zero e ocorreu em agosto de 1955.