Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Frente fria provoca rajadas de vento em SP/Frio deve bater recorde no feriadão

04/06/2012 às 15:41
por Josélia Pegorim

ong>Frente fria provoca rajadas de vento em SP Feriadão com chuva e frio Uma frente fria avança lentamente sobre o Paraná e a diferença de temperatura e de pressão entre a massa de ar frio, que já predomina sobre o Sul do Brasil, e a massa de ar quente que está sobre o Estado de São Paulo está favorecendo a ocorrência de rajadas de vento em várias áreas paulistas. Em Ribeirão Preto, no norte do Estado, as rajadas alcançaram 50 km/h. Na região de Campinas, o aeroporto de Viracopos registrou rajadas de quase 60 km/h. O aeroporto de Jundiaí estava com vento sustentando (constante) de 41 km/h, às 14 horas. Esse vento todo também é sentido na Grande SP. Na zona sul da capital, o aeroporto de Congonhas registrou rajadas de 53 km/h, às 14 horas e às 15 horas, uma rajada chegou aos 55 km/h. Na zona norte, o Campo de Marte registrou 37 km/h, às 13 e às 14 horas, mas às 15 horas outra rajada alcançou 40 km/h. Esta frente fria avança sobre São Paulo até  amanhã de manhã, aumentando o risco de temporais em todas as áreas do Estado. Chuva e frio no Feriado Durante a quarta-feira, esta frente fria que avança sobre São Paulo será reforçada por outro sistema muito mais forte. Esta segunda frente fria vai impulsionar as áreas de instabilidade sobre o Sudeste e o Centro-Oeste do Brasil no decorrer desta semana, enquanto o ar polar se espalha sobre o Sul, parte do Sudeste, Centro-oeste e Norte do Brasil. Em São Paulo, a queda da temperatura será brusca de terça para a quarta-feira, mas o frio na quinta-feira, feriado de Corpus Christi será intenso no Estado de São Paulo. A sensação de frio será aumentada pelos ventos moderados e pela alta umidade do ar. A chuva e o céu nublado devem predominar na região da Grande SP até o sábado.   Recorde de frio na capital paulista A forte onda de frio que está chegando deve provocar recordes de frio na cidade de São Paulo. A maior chance dos recordes serem batidos é no dia 8 de junho, quando a cidade poderá ter a madrugada e a tarde mais fria do ano até agora. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a menor temperatura registrada este ano na capital, na região do Mirante de Santana, foi de 10,5ºC no dia 2 de maio. A menor temperatura máxima foi de 17,4ºC, em 14 de maio.