Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Frente fria provoca ventania no Sul do Brasil/Rajadas superam 100 km/h

01/03/2012 às 13:14
por Josélia Pegorim

ong>Frente fria provoca ventania no Sul do Brasil Rajadas superam 100 km/h Uma frente fria avança forte sobre o Sul do Brasil e desde ontem deixa o tempo mais instável na Região, com nuvens mais carregadas nos três estados. Os temporais que ocorreram durante esta quarta-feira sobre o Rio Grande do Sul causou queda da energia em várias cidades, inclusive na região da capital, Porto Alegre. Além de chuva forte e volumosa, rajadas de vento muito intensas foram observadas sobre o Sul do Brasil. No Rio Grande do Sul, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 104 km/h em Caçapava do Sul, às 15 horas de quarta-feira. O aeroporto de Uruguaiana registrou ventos de 89 km/h. Em Porto Alegre, as rajadas chegaram aos 77 km/h entre 16 e 17 horas de quarta-feira. A temperatura despencou na cidade. Na tarde de quarta-feira, o calor chegou aos 34ºC e até o começo da tarde desta quinta-feira, a temperatura não passava dos 26ºC. Ventos muito fortes, também acima dos 70 km/h, foram medidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia na quarta-feira em cidade de Santa Catarina e do Paraná. Em São José, na região de Florianópolis, uma rajada chegou aos 102 km/h às 21 horas. Em Novo Horizonte, no mesmo horário, o vento alcançou 85 km/h. No Paraná, as rajadas mais intensas variaram de 80 a 85 km/h no oeste do Estado. Foz do Iguaçu registrou 85 km/h. Esta frente fria provocou chuva volumosa sobre o Rio Grande do Sul. Grande parte do Estado acumulou de 40 a 60 milímetros entre o meio-dia de quarta e o meio-dia desta quinta-feira. Na região de Santa Maria, o Instituto Nacional de Meteorologia chegou a registrar 127 milímetros de chuva. Nesta sexta-feira, a frente fria ainda deve provocar fortes pancadas de chuva e intensas rajadas de vento em Santa Catarina e no Paraná. Além destes estados, a frente fria também vai influenciar São Paulo e o Mato Grosso do Sul colocando os dois estados em risco de temporais a partir da tarde. A nebulosidade diminui no Rio Grande do Sul.