Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Frio, ressaca e muita chuva no Brasil

04/05/2011 às 14:15
por Josélia Pegorim

Vár
ias situações meteorológicas diferentes estão sendo destaques no Brasil esta semana. Em uma parte do país, a temperatura caiu muito nos últimos dias e o ar polar  chegou até em áreas da Região Norte. O mar agitado no Sul e no Sudeste e o excesso de chuva no Nordeste causam preocupação. Uma forte massa de ar polar que entrou no Brasil esta semana provocou novos recordes de frio para 2011 nesta quarta-feira. Em São Paulo, a madrugada de 4 de maio foi a mais a mais fria do ano até agora. A temperatura mínima foi de 12,7ºC na zona norte da cidade, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, e de 11,1ºC na zona sul, perto do Zoológico, na medição da USP. Florianópolis e Rio Branco também registraram novos recordes de frio para 2011. Na capital catarinense, a temperatura mínima nesta quarta-feira foi de 13,9ºC e na capital do Acre, a mínima foi de 16,2ºC. Mas além do frio, o mar muito agitado e a chuva no Nordeste também estão sendo destaques esta semana. A passagem de um ciclone extratropical pela costa sul do Brasil provocou ventos fortes sobre o mar que elevaram muito as ondas. Na terça-feira, as ondas chegaram a pouco mais de 2 metros em Santos, no litoral de São Paulo, e a ressaca causou alguns danos na orla. No litoral do Estado do Rio de Janeiro, ondas de até 2 metros e meio foram observadas na manhã desta quarta-feira, na região da praia de Itacoatiara, em Niterói, e nas praias de Saquarema. Nesta quinta-feira, o mar baixa em São Paulo e no Sul do Brasil, mas o Rio pode ter ressaca e a tendência é de aumento das ondas também no Espírito Santo. No Nordeste, a chuva continua caindo volumosa pelo litoral, na zona da mata e no agreste dos Estados, e não dará trégua até o fim da semana. No Recife, em apenas 4 dias, já choveu 77% da média de chuva normal para maio. O Instituto Nacional de Meteorologia registrava 252 milímetros de chuva acumulados até 9 horas do dia 4 de maio, sendo que a média para o mês é de 329 milímetros. Em Natal, no mesmo período, choveu 110 milímetros, 56% da média normal para maio. Em João Pessoa, o volume de chuva acumulado nos quatro primeiro dias do mês chegava aos 136 milímetros, 44% da média para o mês.