Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Goiânia iguala recorde de frio de 2011. Brasília quase bate recorde de frio.

09/05/2011 às 16:26
por Josélia Pegorim

Goi
nia e Brasília esfriaram mais de ontem para hoje e quase estabeleceram novos recordes de frio para 2011. Em Goiânia, pela medição do Inmet - Instituto Nacional de Meteorologia - a temperatura mínima desta segunda-feira, 9 de maio, foi de 17ºC. Este é o recorde de frio de 2011 na capital goiana, mas que foi estabelecido em 1 de maio. Em Brasília, a madrugada desta segunda-feira foi a segunda mais fria deste ano, até agora. O Inmet registrou uma temperatura mínima de 14,7ºC, apenas 1 décimo acima do recorde de frio, que é 14,6ºC, no dia 11 de abril. Ar seco x frio Grande parte do resfriamento acentuado que ocorreu em Brasília e em Goiânia pode ser explicada pelo efeito de “resfriamento radiativo”, que é mais intenso em noites com pouca ou total ausência de nuvens. Uma grande massa de ar seco se estabeleceu sobre o Centro-Oeste do Brasil, após a passagem de uma massa polar na semana passada, que teve moderada a forte atuação em muitas áreas do Centro-Oeste. Os níveis de umidade baixaram em toda a Região. queda da umidade diminuiu a quantidade e o tamanho das nuvens, além da ocorrência de chuva. Assim, a região de Brasília e de Goiânia, como todo o Centro-Oeste, estão tendo dias com pouca nebulosidade, o que facilita um grande aquecimento durante o dia e o resfriamento à noite. O “resfriamento radiativo” ocorre normalmente no período noturno, quando já não há mais o aquecimento solar. O calor vai sendo perdido naturalmente para o espaço e o ar se resfria. Mas quando o céu fica com pouca ou nenhuma nebulosidade durante a noite, esse processo de perda de calor é mais rápido e o resfriamento do ar que está perto do chão é mais acentuado. Assim, a temperatura deste ar próximo ao chão também será menor. O resfriamento por ausência de nuvens ocorre em qualquer estação do ano. Uma noite de verão sem nuvens é mais fresca do que uma com muita nebulosidade. O excesso de nuvens à noite é justamente um fator que colabora para aumentar a sensação de abafamento, pois o calor fica aprisionado entre o chão e as nuvens. Semana segue com grande variação térmica diária O ar seco vai predominar sobre o Centro-Oeste do Brasil no decorrer da semana, impedindo a ocorrência de chuva em quase toda a Região. Algumas áreas de Mato Grosso do Sul poderá ter chuva na quinta-feira, por conta da passagem de uma frente fria. Com a pouca nebulosidade, o sol fica forte o dia todo, o que garante um grande aquecimento diurno e tardes quentes. Mas com a pouca nebulosidade durante a noite, as noites e o amanhecer são frescos. Os níveis de umidade do ar vão ficar baixos à tarde, com valores que devem atingir o "estado de atenção" várias vezes. Pelos padrões da Organização Mundial da Saúde, o estado de atenção é caracterizado por índices entre 21% e 30%.