Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Mais calor e menos chuva em SP

09/01/2015 às 23:11
por Josélia Pegorim

ong>Cidade de São Paulo deve ter recorde de calor no fim de semana A tarde de 9 de janeiro foi a segunda mais quente do ano na cidade de São Paulo. O Instituto Nacional de Meteorologia registrou a temperatura máxima de 33,5°C. O recorde atual é de 33,7°C, em 7 de janeiro. Depois de quatro dias três dias seguidos com temporais, a Grande São Paulo termina a semana mais quente, com mais sol e menos nebulosidade. O ar está ficando mais seco por causa da influência do sistema de alta pressão subtropical do Atlântico Sul (ASAS) que está ganhando força sobre o Brasil. Um dos efeitos deste sistema é a diminuição da umidade e consequentemente da nebulosidade e da chuva. A população da Grande São Paulo deve se preparar para um fim de semana de calor intenso, mas com menor chance de tempestades. Temperaturas entre 33°C e 35°C estão sendo previstas até a próxima segunda-feira, com grande chance de novo recorde de calor para 2015. Apesar do calor intenso, a atmosfera sobre o Estado de São Paulo deve ficar mais seca no fim de semana. A diminuição da umidade vai reduzir também o risco de temporais e de raios no interior e no litoral. Os paulistas terão sol forte e pouca chuva. As frentes frias ficam bloqueadas por vários dias e o ar polar não vai conseguir chegar a São Paulo pelo menos até o fim da próxima semana.   Sensação de 40°C no litoral Quem vai para as praias deve se prevenir por causa do calor intenso, com sensação que pode passar dos 40°C. Nesta sexta-feira, a sensação térmica no Guarujá chegou aos 40°C. Fique atento aos problemas causados pelo excesso de sol, especialmente em crianças e idosos. O mar fica baixo, com pouca onda para a prática do surf.   Ache a sua onda e a sua tribo no Climasurf    Cuidados especiais com os alimentos em dias de forte calor O papo é de elevador, mas a previsão é séria! Clique e confira! O novo bloqueio é o igual ao do verão de 2014, que gerou a seca que vivemos atualmente? Entenda o que é a sensação térmica