Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Mais de 50 mil pessoas desabrigadas no Nordeste por causa das chuvas

05/05/2011 às 15:27
por Redação

No N
ordeste as chuvas que atingem a Região já deixaram mais de 50 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas. Os estados de Alagoas, Paraíba, Maranhão, Bahia e Rio Grande do Norte também foram afetados pelas chuvas e ao menos 35 cidades estão em situação de emergência em toda Região. O estado pernambucano é onde a situação está mais grave com mais de 70 mil pessoas afetadas de alguma forma e mais de 10 mil famílias desabrigadas ou desalojadas. Em Barreiros, na zona da mata sul quase 4 mil casas foram destruídas e toda cidade foi alagada e a cidade decretou estado de calamidade pública. Em Recife, a Defesa Civil recebeu mais de 360 chamados até o começo da noite de ontem. De acordo com informações da prefeitura, a cidade começou o mês de maio com perspectiva de bater o recorde de chuva, pois só na primeira semana choveu 255 mm de chuva, o que equivale a mais de 80% do esperado para todo o mês. O Ministério da Integração Nacional informou que mais de 18 milhões de reais foram liberados para o Estado na prestação de socorro e assistência a população. Na Paraíba, 300 pessoas estão desalojadas e João Pessoa decretou estado de emergência e o Tribunal de Justiça do Estado cancelou os processos temporariamente porque o Fórum Dr. João Agripino Filho ficou totalmente alagado depois do transbordamento do rio que corta a cidade. A Defesa Civil do Rio Grande do Norte informou que só a cidade de Ipanguaçu está oficialmente em estado de emergência, porém em todo estado mais de 150 famílias foram obrigadas a deixar suas casas e em Natal houve alagamentos em diversas áreas da cidade. Ao longo desta quinta-feira, nuvens carregadas tendem a avançar do mar para áreas do Nordeste e podem provocar mais chuvas fortes e que acumulam grandes volumes. O alerta é válido especialmente para localidades do litoral, da zona da mata e do agreste que compreendem desde o Estado de Alagoas até o Maranhão.