Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Massa polar provoca vento forte em SP

17/05/2012 às 11:08
por Josélia Pegorim

A gr
ande massa de ar polar que derrubou a temperatura no Sul e Sudeste do Brasil esta semana ainda está forte sobre o mar, ao largo da costa do Sul e do Sudeste do Brasil. Este forte centro de alta pressão polar, que está ao largo do Uruguai e do Rio Grande do Sul, gera ventos marítimos que chegam em fortes rajadas sobre o Estado de São Paulo. Às 10 horas, rajadas de vento da direção sudeste alcançaram 46 km/h na região do aeroporto Viracopos, na região de Campinas. Em Araçatuba, no oeste de São Paulo, o aeroporto local registrou uma rajada de 40 km/h. Em Presidente Prudente, as rajadas de sudeste chegaram a 39 km/h, às 9 horas, pela medição do aeroporto. Noites frias e neblina nos próximos dias Nos próximos dias, o ar polar se afasta aos poucos da costa do Sul e do Sudeste do Brasil, o que vai facilitar a elevação da temperatura. Porém, as noites e começo da manhã ainda serão frios também no Estado de São Paulo. Com a baixa temperatura ao amanhecer, há risco de formação de neblina nas estradas e aeroportos. Durante o fim de semana, a visibilidade no começo da manhã poderá ficar muito reduzida em trechos das rodovias que cruzam o vale do Paraíba, que vão para o litoral e para serra da Mantiqueira e também na região do vale do Ribeira, que liga São Paulo ao Paraná. Capital paulista pode ter novo recorde de frio O vento marítimo produzido pela massa polar que está no oceano traz frio e umidade para a Grande São Paulo, o que gera muita névoa e nebulosidade, além de dificultar a elevação da temperatura, mesmo com a presença do sol. No fim de semana, com o maior afastamento do ar polar, a entrada de umidade será menor e a Grande São Paulo terá menos nuvens e menor risco de alguma chuva. Mas a diminuição da nebulosidade à noite vai acentuar resfriamento fazendo com que as temperaturas fiquem baixas. A capital paulistas poderá até registrar um novo recorde de frio. A maior chance disto ocorrer é na madrugada do sábado.  Por enquanto, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, a menor de temperatura deste ano no Mirante de Santana, na zona norte da cidade de São Paulo, é de 10,5ºC e ocorreu em 2 de maio.