Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Maysak: o tufão quase perfeito

01/04/2015 às 16:50
por César Soares

O sistema conhecido como Maysak ganhou força nos últimos dias e subiu da categoria de tufão para um super tufão. Segundo informações da Agência Meteorológica Japonesa (JMA - sigla em inglês), o ciclone perdeu um pouco da sua intensidade, mas ainda apresenta perigo com um centro de baixa pressão de 935hPa, ventos médios sustentados de 180 km/h e rajadas de até 252 km/h.

Uma das formas de verificar a área de atuação de um ciclone tropical, também conhecido por tufão, é medir com o auxílio de uma imagem de satélite o diâmetro de suas bandas de nebulosidade. Utilizando a imagem do satélite meteorológico MODIS/NASA é possível estimar que a abrangência deste sistema é de aproximadamente 1200 km de diâmetro.

O olho do tufão também pode ser estimado em aproximadamente 25 km de diâmetro. Pesquisas em meteorologia mostram que quanto mais circular o olho de um tufão, mais intenso ele pode ser, com rajadas intensas e fortes temporais associados às bandas de nebulosidade.

A animação das imagens de satélite da NOAA mostram que exatamente a região do olho começa a perder um pouco da sua configuração circular. Os modelos de previsão do tempo também indicam 0 enfraquecimento do sistema ao longo dos próximos dias. Mas ainda deve atingir a região das Filipinas ainda com potencial para transtornos.

Entenda a diferença entre ciclones tropicais, extratropicais e subtropicais

Super tufão Haiyan foi considerado a "perfeição atmosférica"