Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Ventos passam de 100 km/h na serra de SC

10/03/2015 às 16:47
por Josélia Pegorim

O ce
ntro de baixa pressão atmosférica que se intensifica na costa da Região Sul do Brasil gera muita instabilidade, com chuva volumosa e também aumenta a força dos ventos. Em Bom Jardim da serra, na região serrana de Santa Catarina, a velocidade dos ventos chegou aos 91 km/h às 18 horas da terça-feira, 10,  mas continuou aumentando e atingiu 104 km/h às 20h e às 21h.  O aumento da velocidade dos ventos está associado com o relevo local e também com a queda da pressão do ar. Estas intensas rajadas de vento, acima dos 100 km/h ainda podem ocorrer nesta quarta-feira nas áreas mais altas das serras do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Nas áreas litorâneas, as rajadas podem alcançar de 60 a 80 km/h. O mar fica agitado e há risco de ressaca.   Nas imagens de satélite, é possível observar as áreas de instabilidade geradas pelo centro de baixa pressão que está se intensificando entre o litoral de São Paulo e de Santa Catarina.  A instabilidade aparece como uma grande quantidade de nuvens carregadas (dentro do círculo vermelho) sobre o mar e também em parte da costa entre o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro.     A terça-feira foi marcada por muita chuva na região entre entre a Grande Porto Alegre e a Grande Florianópolis. Do inicio da madrugada até por volta das 15 horas, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 54,4 mm sobre Araranguá, no sul de Santa Catarina. Em Urussanga, no sul catarinense, choveu 64,o mm e em Campo Bom, na Grande Porto Alegre, choveu 47,2 mm no mesmo período. Em Torres, no litoral norte gaúcho, o acumulado foi de 50,2 mm. Praticamente toda a chuva caiu na manhã e inicio da tarde de terça-feira. Mais umidade A depressão subtropical permanece ativa nesta quarta-feira na costa sul do Brasil e deve se intensificar  podendo se tornar um ciclone subtropical. Embora as áreas de instabilidade mais intensas continuem sobre o mar, os ventos marítimos gerados por este sistema vão injetar mais umidade em toda a região entre a Grande Porto Alegre e a Grande Florianópolis, incluindo as serras gaúcha e catarinense. Para esta quarta-feira, 11, a previsão ainda é de chuva frequente na região entre o litoral norte do Rio Grande do Rio do Sul e Florianópolis. Há risco de chuva e de ventos moderados a fortes. A Grande Porto Alegre e as áreas serranas ficam nubladas, mas com pouca chuva, mas podem ter ventos moderados. A partir de quinta-feira, as pancadas de chuva ficam menos frequentes, mas vão continuar até o domingo. A Grande Porto Alegre não deve ter mais chuva a partir de quinta-feira. Mar agitado O sistema de baixa pressão provoca ventos moderados e fortes que deixam o mar agitado. Grandes ondas se formam e avançam para a costa do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. A quarta-feira e a quinta-feira serão de mar agitado no litoral dos dois estados. As ondas podem chegar aos 3,0m e há risco de ressaca entre Florianópolis e Tramandaí. As ondas voltam a diminuir a partir da tarde de quinta-feira.   Confira as ondas no Climasurf Você sabe o que a diferença entre depressão subtropical e ciclone subtropical? Março é o mês dos ciclones no Atlântico Sul