Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Muita chuva em SP. Chuva diminui na região serrana do RJ.

17/01/2011 às 13:57
por Josélia Pegorim

A ci
rculação dos ventos sobre o Brasil está começando a se modificar novamente e isto vai fazer com que a chuvarada mude de lugar esta semana. A chuva diminui e o sol volta a predominar no decorrer desta semana no centro-sul de Minas Gerais e no Rio de Janeiro, inclusive sobre a região serrana fluminense. Os ventos úmidos e quentes vindos do Norte do Brasil vão deixar as nuvens mais carregadas em São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Pará. Estes são os estados que estarão mais sujeitos a chuvas fortes e volumosas nos próximos dias. A preocupação com São Paulo é maior porque várias áreas do Estado já acumularam mais chuva do que o normal para janeiro, só com o que choveu na primeira quinzena do mês. O mapa abaixo mostra a quantidade de chuva que está sendo estimada até o dia 23 de janeiro, para a Região Sudeste do Brasil, conforme a análise do modelo atmosférico global MRF, dos Estados Unidos. As cores amarela e verde indicam pequenos e médios volumes acumulados no período. A chuva volumosa, e preocupante, é indicada pelos tons em roxo e vermelho. Note que essas cores aparecem praticamente só sobre o Estado de São Paulo e em uma pequena parte do sul de Minas Gerais.  Para a região serrana do Rio de Janeiro, a previsão é de é pouca chuva. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, do dia 1 até 10 horas de 17 de janeiro, choveu aproximadamente 356 milímetros no Mirante de Santana, na zona norte da capital paulista. Este valor está 36% acima da média normal de chuva em janeiro, que é de 261 milímetros. Em Barra Bonita, no interior paulista, choveu quase 90 milímetros só na madrugada e no começo da manhã de segunda-feira, que amanheceu chuvosa em quase todas as regiões do Estado. Esta semana é de alerta especialmente para o Estado de São Paulo A terra já está encharcada e o nível dos rios e córregos já está elevado. Com a expectativa de chuvas frequentes esta semana, o risco de deslizamentos, alagamentos e enchentes é alto.