Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Muita chuva no norte de São Paulo

07/12/2009 às 14:49
por Josélia Pegorim

Quem
mora no norte do Estado São Paulo está acostumado com a chuvarada do verão. É comum passar uma semana inteira debaixo do céu cinza e da chuva constante. Mas este ano, os incômodos do excesso de chuva começaram mais cedo. A chuva pesada que caiu na região de Ribeirão Preto causou alagamentos e o transbordamento de córregos. Em Franca, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou um acumulado de 94,4 milímetros, entre 10 horas do domingo até 10 horas desta segunda-feira. Este volume de chuva pode ser considerado extremamente elevado para qualquer localidade do país e em qualquer época do ano. De quinta para a sexta-feira passada, também choveu muito, cerca de 63 milímetros. O total de chuva acumulado em Franca, do dia primeiro de dezembro até o início da manhã desta segunda-feira, está perto de 210 milímetros. É muita água em pouco tempo. A média para dezembro é de aproximadamente 276 milímetros. A situação é de alerta na região, pois a previsão é de mais chuva até o fim desta semana. Isto não quer dizer que Franca terá um temporal por dia, mas as pancadas serão freqüentes e podem ser fortes em alguns momentos. Como em outras áreas paulistas, o norte de São Paulo também teve excesso de chuva no inverno e na primavera. O lado bom da antecipação da chuva foi livrar a população da fumaça da queimada dos canaviais e do ar muito seco. Mas o lado ruim está começando a dar as caras mais cedo. Historicamente, dezembro é um dos meses que mais chove nesta parte do Estado. Além das pancadas de chuva típicas dos dias quentes, esta é uma das regiões do país que mais sente a influência de fenômenos ZCAS – Zona de Convergência do Atlântico Sul – que se organizou sobre o Brasil neste início de semana. Este sistema mantém o norte de São Paulo coberto de nuvens por vários dias seguidos, o que explica a chuva volumosa desta época. Verão 2009/2010 pode ser parecido com o de 2006/2007 A população do norte de São Paulo poderá ver neste verão uma situação semelhante ao que ocorreu de 2006 para 2007. Quando dezembro chegou, já havia chovido muito mais do que o normal em outubro e em novembro. Os números da chuva de Franca dão a dimensão do caos que virou esta região paulista, uma das mais ricas do país e fundamental na economia, quando se fala em cana-de-açúcar e seus derivados. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, Franca acumulou perto de 340 milímetros de chuva em outubro de 2006, sendo que a média fica em torno de 160 milímetros. Em novembro foram outros 350 milímetros, contra uma média de mais ou menos 200 milímetros. Em dezembro de 2006 choveu cerca de 450 milímetros. Em janeiro de 2007, a chuvarada não deu trégua e o mês fechou com quase 500 milímetros acumulados. O volume excessivo de chuva causou o transbordamento de rios e barragens, destruiu pontes e estradas.