Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Muita chuva no Norte do Brasil

10/05/2011 às 12:09
por Josélia Pegorim

A ch
uva continua a cair volumosa em áreas do Para, Amapá, Amazonas e de Roraima, o que colabora para elevar ainda mais o nível dos rios e a quantidade de áreas alagadas pela cheia dos grandes rios que cortam a Região Norte. Entre 9 horas de ontem e 9 horas desta terça-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou 97 milímetros na região de Benjamin Constant, na fronteira com o Peru e a Colômbia. Ao norte do Estado, em Fonte Boa, às margens do Solimões, choveu 67 milímetros. Em Eirunepé, onde centenas de pessoas tiveram que deixar suas casas por conta da cheia do rio Juruá, afluente do Solimões, choveu 47 milímetros. Nesta região, choveu quase o dobro do normal em abril. Em apenas 10 dias de maio, o Inmet já contabilizava uma acumulado de quase 110 milímetros, sendo que a média para maio é de 169 milímetros. Os problemas causado pelo excesso de chuva e a cheia dos rios são sentidos também no Amapá e no Pará. Em Macapá, capital do Amapá, choveu mais 50 milímetros de ontem para hoje. O total acumulado em 10 dias de maio subiu para 156 milímetros,  que correspondem a 44% da média de chuva normal para o mês. No Pará, o maior volume de chuva registrado pelo Inmet de ontem para hoje ocorreu justamente sobre a capital, Belém. Foram quase 58 milímetros entre 9 horas de segunda e 9 horas desta terça-feira. O total acumulado em maio estaca em torno dos 145 milímetros, até o meio da manhã do dia 10, 48% da média normal para o mês que é de 304 milímetros. As chuvas fortes e volumosas registradas no Norte do Brasil ainda são comuns em maio em grande parte da Região.  O tempo começa a secar na parte ao sul do Pará, na divisa com o Mato Grosso, na maioria das áreas de Rondônia e principalmente no Tocantins. Nos próximos dias, as pancadas de chuva vão continuar frequentes sobre a parte central e norte do Pará, Amazonas, Roraima, Acre e Amapá.