Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Muita chuva sobre o Norte do Brasil. Chuva de outubro em Palmas supera a média.

18/10/2011 às 17:29
por Josélia Pegorim

Gran
des áreas de instabilidade cresceram sobre o Norte do Brasil neste início de semana, espalhando nuvens carregadas por quase toda a Região. Chuvas volumosas ocorrem desde o domingo especialmente sobre o Amazonas, no centro-sul do Pará e sobre o Tocantins. A maioria das áreas de instabilidade foi gerada a partir de excesso de ar-umido e de calor, além de uma circulação de ventos local favorável. Mas ontem, a chegada de uma frente fria sobre a Bahia ajudou a aumentar a chuva sobre o Tocantins e na parte leste do Pará. Os volumes mais elevados foram observado sobre o Amazonas. Na região de Manicoré, no sudeste do Estado, choveu 105 milímetros (mm) entre 10 horas de ontem e 10 horas de hoje, e outros 77 mm entre o domingo e a segunda-feira. Assim, em apenas 48 horas, Manicoré acumulou 182 mm de chuva, mais do que chove normalmente na região nesta época do ano. A nebulosidade diminuiu hoje sobre Manicoré e o sol até apareceu forte durante a tarde. Em Itacoatiara, localidade relativamente próxima a Manaus, capital do Amazonas, choveu 42 mm de ontem para hoje, que é a média histórica de chuva em outubro na região. Esta é a época mais seca do ano, ou a que menos chove em Itacoatiara. Em Codajás choveu 69 mm de ontem para hoje e em São Gabriel da Cachoeira foram acumulados 65 mm. No Pará, choveu 61 mm entre 10 horas de ontem e 10 horas de hoje. Na noite de ontem chovei forte sobre Paragominas e em poucas horas foram acumulados 27 mm. Palmas: chuva de outubro a capital do Tocantins supera a média No Tocantins, de ontem para hoje choveu de 40 a 50 mm em várias áreas do Estado. Segundo o Inmet, foram acumulados 47 mm em Taguatinga e 42 mm em Araguaína. Na capital, Palmas, choveu 32,8 mm entre 10 horas de ontem e 10 horas desta terça-feira. O total de chuva em Palmas em outubro já supera em 8% a média normal para o mês. Em 18 dias foram acumulados 131 mm, sendo que a média fica em torno dos 121 mm. Mais chuva nos próximos dias A presença de uma frente fria sobre o Nordeste vai ajudar a manter e até a intensificar as áreas de instabilidade sobre parte do Norte do Brasil. Pelo menos até a sexta-feira, há risco de chuvas fortes e volumosas especialmente sobre o Pará e no Tocantins. Também pode chover forte nas próximas 48 horas sobre Rondônia. As chuvas fortes destes últimos dias são benéficas sobre o Norte do Brasil. No caso do Tocantins e do centro-sul e leste Pará, a chuva volumosa ajuda a encher os rios, que estavam com nível muito baixo após a longa seca do inverno, aliviam o calor de quase 40ºC que vinha sendo observado até o inicio de outubro. Além disso, a chuva veio em boa hora para apagar focos de queimas.