Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Neblina encobre São Paulo de novo

12/06/2012 às 19:34
por Josélia Pegorim

São
Paulo amanheceu e anoiteceu envolta na neblina. No meio, o sol aparece forte durante a tarde. Depois de passar quase toda a manhã  encoberta pelo nevoeiro, pouco antes das 7 horas das noite desta terça-feira o fenômeno voltou a se formar sobre a capital paulista. A foto abaixo foi tirada por volta das 19 horas desta terça-feira pelo meteorologista Marcelo Pinheiro, da região da Climatempo, no bairro do Paraíso. A avenida 23 de maio aparece ao fundo.   Esta outra imagem mostra a neblina do início da manhã desta terça-feira e foi tirada pela meteorologista Bianca Lobo.     O fenômeno se formou mais cedo do que na noite de ontem. No aeroporto de Congonhas, na zona sul da cidade, a visibilidade às 18h35 baixou para 800 metros e às 18h45 já estava em apenas 700 metros.  Às 19 horas, a redução era ainda mais acentuada, e a visibilidade horizontal nas pistas era de 600 metros. Os primeiros indícios de que o nevoeiro poderia voltar a se formar foi dado às 5 horas da tarde, quando a visibilidade em Congonhas passou de total para 4500 metros. Às 18 horas, a restrição já era de 2200 metros. No Campo de Marte, na zona norte da cidade de São Paulo, uma camada de névoa úmida reduzia a visibilidade para 3000 metros, às 18 horas. Pela manhã, o aeroporto chegou a ficar com apenas 100 metros de visibilidade nas pistas, inviabilizando as operações de pouso e decolagens. O aeroporto internacional de Guarulhos também acuso brusca redução da visibilidade às 19 horas, que baixou para 4000 metros. Às 19h15 caiu para 3000 metros. As condições atmosféricas na noite desta terça-feira são semelhantes às observadas na noite de ontem:  o ar está extremamente úmido, com nível de umidade entre 85% e 100%, às 19 horas. A temperatura do ar estava entre 17ºC e 18ºC. No decorrer da noite desta terça-feira, na madrugada e nas primeiras horas da manhã da quarta-feira, o nevoeiro encobre a capital paulista e muitas áreas da Grande São Paulo, mantendo a visibilidade reduzida nas estradas, ruas e aeroportos.   Umidade alta e temperatura amena formaram o nevoeiro O nevoeiro, popularmente chamado de neblina, se formou devido a excesso de umidade no ar, depois do tempo chuvoso que predominou na segunda-feira e também do resfriamento noturno. O fenômeno é comum nesta época de noites frias e se dissipa gradualmente com o crescente aquecimento do ar. As condições meteorológicas nos próximos dias, pelo menos até a sexta-feira, ainda serão favoráveis para a formação do nevoeiro no começo da manhã.  O fenômeno não deve se formar na noite desta quarta-feira, pois a tendência é de que o nível de umidade seja menor do que o de hoje e a da noite de ontem. Mas ao amanhecer da quinta-feira, a chance de haver nevoeiro ainda é alta. Previsão de nevoeiro também no Rio de Janeiro e no Sul do Brasil O tráfego aéreo no começo da manhã desta quarta-feira promete ser muito complicado, com atrasos e irritações dos passageiros devido aos problemas causados pelo nevoeiro. Além de São Paulo, em Curitiba, Porto Alegre e no Rio de Janeiro, as condições meteorológicas são propícias para a formação do fenômeno.