Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Nevou e pode nevar mais até amanhã

03/08/2010 às 13:35
por Josélia Pegorim

Pela
segunda vez este ano, nevou na região serrana do Rio Grande do Sul. A queda de neve foi confirmada pelo Instituto Nacional de Meteorologia em Cambará do Sul e os flocos caíram com moderada intensidade. Segundo o instituto, nevou entre 22h40 da noite de segunda-feira (2) até meia-noite e meia desta terça-feira, dia 3 de agosto. Mas as condições meteorológicas continuam bastante favoráveis para a ocorrência de neve nas serras gaúcha e catarinense também para esta quarta-feira e até na madrugada de quinta-feira, dia 5 de agosto. A temperatura mínima em Cambará do Sul nesta terça-feira foi de 2,3ºC abaixo de zero. A neve é uma forma de precipitação das nuvens. Tecnicamente, é uma precipitação sólida. A chuva é chamada de precipitação líquida. Assim, para nevar, é preciso que haja nuvens. Além da umidade alta para a formação das nuvens, a camada de ar em médios níveis ( mais ou menos de 1500 a 3000 metros acima da superfície) deve estar com temperaturas abaixo de zero grau. O cristal de neve é um arranjo molecular especial que se forma dentro da nuvem. Flocos de neve são vários cristais agregados. Há muitos tipos de neve, mas os brasileiros não estão acostumados a presenciar o fenômeno e muito menos diferenciar os vários tipos. Identificar o tipo de neve, antever as condições meteorológicas para a queda de neve é difícil para a maioria dos meteorologistas brasileiros, por não trabalhar frequentemente com o fenômeno. A análise microscópica dos cristais de neve comprava que existe uma infinidade de formas diferentes. Um cristal de neve é como uma impressão digital: a atmosfera não produz um igual ao outro. A forma de cada um depende da temperatura e do teor de umidade na camada de ar. O frio intenso que o Sul do Brasil vem sentido desde o domingo passado está sendo provocado por uma massa de ar polar extremamente forte. Além do Sul do Brasil, uruguaios, argentinos, chilenos e paraguaios também congelaram de novo neste início de semana. Além das temperaturas muito baixas, a sensação de frio no Sul do Brasil vem sendo aumentada por ventos moderados a fortes e a falta de sol em grande parte da Região. A maioria das áreas do Rio Grande do Sul estão tendo dias gelados, mas com sol. Já Santa Catarina e o Paraná estão senti do o frio úmido, muitas vezes com chuva. Em geral, o frio com muita umidade incomoda muito mais do que o frio com sol. A partir da tarde de quinta-feira, a nebulosidade tende a diminuir e sol reaparece nestes dois Estados, permitindo a elevação da temperatura. A sensação de frio vai diminuir mesmo só no fim de semana, mesmo assim, as madrugadas serão geladas e há condições para geada ao amanhecer.