Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Nível do Cantareira não aumenta há quatro dias

14/04/2015 às 14:11
por Josélia Pegorim

A ch
uva tem estado escassa sobre os mananciais que abastecem a Grande São Paulo. Segundo a Sabesp, o nível do sistema Cantareira está estável em 19,9% há quatro dias consecutivos. Este é o período de estabilidade mais longo desde o início de março, quando o nível de armazenamento estabilizou nos 2, 3, 4, 5 e 6 de março de 2015. Entre os dias 13 e 14 de abril choveu 0,2 mm (chuviscos) apenas sobre o sistema Rio Claro. O Cantareira está sem nenhuma chuva desde o dia 9 de abril. O gráfico mostra quantidade diária de chuva sobre o Cantareira desde meados de fevereiro. Entre os dias 13 de fevereiro e 13 março choveu forte em vários dias, acumulando mais de 15 mm em 24 horas. Mas no período de 13 de março até 14 de abril, a chuva mais forte foi entre os dias 29 e 30 de março quando choveu 16,4 mm. Período de estiagem já começou A redução da frequência e do volume diário de chuva já é o indício do começo do período de estiagem. O período chuvoso já terminou e daqui para frente a chuva vai ficar cada vez mais escassa, dependendo quase que exclusivamente da passagem de frentes frias.  Mas nem todas as frentes frias vão provocar chuva. As pancadas de chuva em fim de tarde também param de ocorrer porque a atmosfera fica mais seca e fria. Para os próximos 15 dias, a previsão é de pouca chuva sobre os mananciais da Grande São Paulo, inclusive sobre o Cantareira. A maior chance de chover de forma generalizada é entre os dias 21 e 23 de abril durante a passagem de uma frente fria. No dia  14 de abril, o nível de armazenamento estava em 19,9% no Cantareira. Este valor não se altera desde o dia 11 de abril. O Alto Tietê estava em 21,8%, com queda de 0,2% e o Guarapiranga com 83,5%, queda de 0,1% em 24 horas.   Com pouca ou nenhuma chuva nos últimos dias, o nível de armazenamento dos reservatórios que abastecem a Grande São Paulo já começou a apresentar queda ou estabilidade com maior frequência. O nível de armazenamento poderá a baixar ainda em abril. O Cantareira está sem queda desde o dia 2 de fevereiro.   Dívida hídrica Os 19,9% de armazenamento atuais repõem os 10,7% de volume de água da reserva técnica que foram disponibilizados em 24 de outubro de 2014 e 9,2% da cota de 18,5% que foi acrescida em 15 de maio de 2014. As duas cotas somam 29,2% de água do volume útil. Há um ano, em 14 de abril de 2014, o nível do Cantareira estava em 12,1%, mas com água do volume útil.   Cantareira pode encerrar período seco abaixo de 10% Sudeste continua com pouca chuva em abril