Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Nordeste tem muita chuva nas próximas 48h

23/03/2015 às 20:51
por Josélia Pegorim

Nuve
ns muito carregadas voltaram a se espalhar sobre o Nordeste provocando chuvas volumosas em diversas áreas da Região, incluindo capitais. O outono é época de chuva em grande parte do Nordeste e temporais são comuns. Nuvens carregadas da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) avançam novamente sobre o Nordeste trazendo chuva forte, raios e até ventania. No fim da tarde desta segunda-feira, a passagem desta nuvens sobre Fernando de Noronha provocou rajadas de vento de 96 km/h no aeroporto local. A chuva torrencial reduziu a visibilidade para 500 metros. Voltou a chover forte sobre Natal e João Pessoa, que teve alagamentos no fim de semana, começou a noite de segunda-feira com trovoadas.     ZCIT e frente fria Pelo menos nas próximas 48 horas, grandes de áreas de instabilidade devem atuar sobre o  Nordeste provocando pancadas de chuva frequentes, com raios e ventos fortes. Há risco de chuva forte que pode causar alagamentos e deslizamento de terra. Nas capitais, há risco de temporais em São Luis, Teresina, Fortaleza, Natal, João Pessoa e Recife. Além das nuvens carregadas da ZCIT que avançam para o norte do Nordeste, uma frente fria está próxima ao sul da Bahia e ajuda a formar nuvens de chuva na porção sul  do Nordeste.     Capitais com chuva acima da média Chuvas frequentes e fortes são comuns em março em muitas áreas do Nordeste. Quase todas as capitais já sofreram com temporais este mês. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, João Pessoa, capital da Paraíba, já acumulou 304 mm de chuva em 23 dias, 28% acima da média normal para o mês. Em Recife já choveu quase 275 mm e a média para março fica em torno de 262 mm. Em São Luis o acumulado de março de 324 mm está 23% abaixo da média. Em Natal já choveu 205 mm, 5% acima da média histórica. Fortaleza acumulou em 23 dias de março quase 317 mm de chuva, volume que está apenas 6% abaixo da média para o mês