Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Nova friagem no Acre e em Rondônia

20/07/2015 às 22:14
por Josélia Pegorim

Enquanto a maioria das áreas da Região Norte continua muito quentes nesta terça-feira, o que é comum em julho, os estados do Acre e de Rondônia experimentam uma nova friagem. Chama-se de friagem a queda da temperatura provocada especificamente por ar polar. Este é um fenômeno meteorológico que ocorre algumas vezes durante o outono-inverno no sul do Amazonas, Acre e em Rondônia.

As friagens podem ter diferentes intensidades, causando um resfriamento mais ou menos acentuado. A friagem esperada para as próximas 48 horas deve ser moderada a fraca. O vento frio de origem polar começa a ser sentido nesta terça-feira aliviando o calor da tarde. O ar polar ainda atua na quarta-feira deixando a temperatura amena na maioria das áreas de Rondônia e do Acre.

A capital Rio Branco terá uma queda da temperatura mais brusca do que Porto Velho, capital de Rondônia. Mas não há expectativa de novos recordes de frio para este ano. Segundo do Instituto Nacional de Meteorologia, a menor temperatura em Rio Branco este ano foi de 15,2°C em 20 de junho. Porto Velho também registrou a menor temperatura deste ano no dia 20 de junho com mínima de 17,8°C

 

 

Calor e ar seco no Tocantins e Pará

O sol forte e o calor intenso, com temperaturas superando os 34°C a 37°C à tarde serão sentidos na maioria das áreas da Região Norte do Brasil nesta terça-feira. Pancadas de chuva voltam ocorrer do centro para o norte da Região.

Os níveis de umidade no Tocantins , no centro-sul e leste do Pará vão continuar baixos, entre 20% e 30%. Palmas, capital do Tocantins, foi a capital mais seca do Brasil na tarde de segunda-feira. O nível de umidade relativa do ar às 15h (hora de Brasília) foi de 28%

 

Belém (PA), por Keiza