Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Nova onda de frio para os próximos dias

11/08/2010 às 11:41
por Fabiana Weykamp

Aind
a falta pouco mais de um mês para o término do inverno e este não nos deixa esquecer isso. A partir de amanhã (12) mais uma frente fria avança sobre o Brasil e vem acompanhada de uma grande massa de ar polar, com valores bastante expressivos de pressão, o que irá favorecer uma queda acentuada da temperatura em várias áreas do centro-sul do país. Nesta quinta-feira (12) a preocupação fica por conta da possibilidade de chuva e de vento forte no Rio Grande do Sul, especialmente nas áreas que fazem fronteira com o Uruguai e a Argentina. Em algumas localidades, as rajadas de vento podem chegar a 70 km/h.  Na sexta-feira (13) a chuva avança sobre Santa Catarina e o Paraná, podendo também ser forte em alguns municípios. No Rio Grande do Sul, a sexta-feira será marcada por frio intenso e há condições para a formação de geada ao amanhecer na Campanha Gaúcha, na Depressão Central, no vale do Uruguai e na região das Missões. Durante o fim de semana o frio será muito intenso em todo o Sul do Brasil, com risco de geada em grande parte da Região. Nas serras gaúcha e catarinense tem possibilidade para nevar novamente. Na sexta-feira e no sábado (14), a frente fria consegue levar umidade para Mato Grosso do Sul e o sul de Mato Grosso, o que diminui o desconforto gerado pelo ar muito seco destes últimos dias, mas a chance de chuva é pequena. A temperatura também cai nestas áreas de forma significativa. No Sudeste, a chuva trazida pela frente fria acontece especialmente no decorrer do fim de semana e fica restrita às áreas do leste da Região, incluindo as capitais de São Paulo e do Rio de Janeiro. Em Belo Horizonte, onde não chove há mais ou menos três meses, há expectativa de chuviscos no domingo. Por todo o Estado de São Paulo, o Estado do Rio de Janeiro e o centro-sul de Minas Gerais, a temperatura cai bruscamente. Até o fim do inverno os agasalhos devem continuar a mão, pois outras massas polares ainda são esperadas para atingir o Brasil.