Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Novo perigo no Golfo do México

08/07/2010 às 11:58
por Josélia Pegorim

ong>Atualização - 8 julho 2010 - 15 horas No boletim emitido pelo NHC ao meio-dia, hora de Brasília, a área de instabilidade (depressão tropical) na costa do Texas e do México dava sinais de enfraquecimento e não deve evoluir para uma tempestade tropical. O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos – NHC, na sigla em inglês – monitora uma grande área de instabilidade no Golfo do México. As nuvens ficaram mais carregadas ontem e alertas de chuvas e ventos fores foram emitidos para a parte da costa do Texas e do México. Às 9 horas, de Brasília, a velocidade máxima de ventos constantes era estimada em 55 km/h, mas com rajadas mais fortes. Segundo o NHC, há um risco relativamente grande de que esta grande área de instabilidade se intensifique nas próximas 24 horas e se transforme em uma nova tempestade tropical sobre o Golfo do México. Uma tempestade tropical é um estágio anterior a formação de um furacão. No dia 25 de junho, o Golfo do México foi agitado pela ventania e tempestades provocadas pelo furacão Alex. Este foi o primeiro furacão da temporada de 2010 e também o primeiro a se formar sobre as águas do Golfo do México desde 1995. Alex entrou em solo mexicano no dia de 30 de junho, com um furacão de categoria 2 na escala Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5. As chuvas e ventos fortes sobre o Golfo do México dificultam o controle das manchas de óleo que se espalharam pela região após a explosão da plataforma de petróleo Deepwater Horizon, no dia 20 de abril. As manchas de óleo já foram encontradas em praias de todos os estados norteamericanos banhados pelas águas do Golfo do México.