Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Odile, Polo e Edouard agitam o HN

16/09/2014 às 21:06
por Josélia Pegorim

ong>Tempestade tropical Odile Odile ainda provoca muita chuva sobre a parte central da Baixa Califórnia, no noroeste do México e no sudoeste dos Estados Unidos.  No boletim das 21 UTC (18h em Brasília) emitido pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, em inglês), a tempestade tropical estava com ventos constantes de 85 km/h movendo-se para norte com 11 km/h. O sistema tende a enfraquecer nesta quarta-feira enquanto avança mais sobre áreas continentais.  Passou sobre o sul da Baixa Califórnia na segunda-feira como um furacão de categoria 3, na escala Saffir-Simpson que vai até 5, causado extrema destruição na região da cidade de Cabo de São Lucas.     A costa oeste do México sofreu recentemente com a ventania e chuva torrencial do furacão Norbert que margeou o sul da Baixa Califórnia entre 5 e 7 de setembro. Agora, a tempestade tropical Polo se formou na parte sul da costa oeste do México e deve se fortalecer nas próximas 48 hroas tornando-se um novo furacão até a quinta-feira, 18 de setembro. O boletim do NHC/EUA, das 21 UTC (18h em Brasília), informava que o centro da tempestade tropical Polo estava a 415 km ao sul de Acapulco, com ventos constantes de 75 km/h, movendo-se para noroeste com 19 km/h.       O furacão Edouard move-se sobre as águas do oceano Atlântico Norte, mas não atinge nenhuma porção de terra habitada. Segundo o NHC/EUA, Edouard atingiu a categoria 2, na escala Saffir-Simpson, mas já está mostrando sinais de enfraquecimento. Às 21 UTC desta terça-feira, 16, 18h em Brasília, o centro do furacão Edouard estava a 685 km às leste da Bermuda, que é território dos Estados Unidos. Sues ventos constantes eram da ordem de 165 km/h e movia-se para norte, com 24 km/h. A temporada de furacões no Atlântico Norte e no Pacífico leste se prolonga até o fim de novembro. Saiba a diferença entre furacão, tufão e ciclone extratropical