Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Outubro chega ao fim com pouca chuva no Sudeste

31/10/2014 às 15:32
por César Soares

O mês de outubro terminou com chuva abaixo da média climatológica em diversas áreas da Região Sudeste. As áreas que tiveram os maiores volumes de chuva ficaram concentradas no centro-norte e capital do Espírito Santo. Nesta área os volumes de chuva chegaram a ultrapassar os 200mm.

O mês de outubro é marcado pelo retorno das chuvas para o Centro-Oeste e o Sudeste, mas a presença de bloqueios e sistemas de alta pressão atmosférica não permitiram a chegada de instabilidades e nuvens carregadas.

Essa condição favoreceu a ocorrência de algumas ondas de calor, como a que provocou o calor de 37,8°C no dia 17 em São Paulo e marcando o novo recorde absoluto da estação convencional do Mirante de Santana em 71 anos de medição.

Das capitais do Sudeste, a única que fechou  o mês de outubro com chuva acima da média foi Vitória, segundo informações da estação convencional do INMET.

Em Vitória choveu mais que o dobro da média climatológica. Isso por conta da presença tanto de sistemas que traziam umidade proveniente do mar quanto de outros que organizavam a umidade vinda de noroeste. As instabilidades de noroeste foram organizadas por um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) que provocam chuva com grande volume em um curto período de tempo.

Em São Paulo, outubro de 2014 foi o segundo outubro mais seco desde 1943.

Mês de novembro deve começar com chuva no Sudeste

O avanço de uma frente fria do Sul para o Sudeste vai favorecer a organização de nuvens carregadas trazidas pelos ventos de noroeste. A tendência é de que a chuva ocorra ao longo da primeira semana do mês de novembro.

A primeira quinzena de novembro deve ser com chuva frequente especialmente em São Paulo, no centro-sul de Minas Gerais, Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba e em parte do Rio de Janeiro. Muitas áreas devem acumular pelo menos 100 mm de chuva.