Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Parabéns Macapá!

04/02/2011 às 16:25
por Josélia Pegorim

Maca
pá, a capital do Amapá, faz aniversário nesta sexta-feira, 4 de fevereiro. A cidade completa 253 anos. A festa deste ano está sendo com tempo instável. Choveu forte na madrugada e a chuva voltou pesada por volta das 14 horas. Macapá é a única capital brasileira cortada pela Linha do Equador Terrestre. Esta linha imaginária que divide o globo terrestre em Hemisfério Sul e Hemisfério Norte passa sobre o sul de Macapá. A maior parte da área territorial da cidade está no Hemisfério Norte. Lá em Macapá, não faz muito sentido falar em inverno, verão, primavera e outono. É sempre quente, o ano todo. O nascer e o pôr-do-sol na cidade são nos mesmos horários, quase o ano todo, justamente porque Macapá está na Linha do Equador. Na prática, Macapá, como muitos outros lugares no extremo norte do Brasil tem duas estações no ano: a da seca e a chuvosa. Na seca, chove pouco, faz muito calor e o sol fica intenso, quase todos os dias. A época da seca em Macapá vai de agosto a novembro. Em dezembro, as pancadas de chuva começam a ser regulares, mas ainda tem muito sol e dias secos. É uma ótima época para conhecer a capital do Amapá, mas devidamente preparado para dias de muito calor e sol forte. A época chuvosa começa mesmo em janeiro e vai até maio. Os meses mais chuvosos em Macapá são, na ordem decrescente, março, abril, maio e fevereiro. Nestes meses, especialmente em março e abril, a chuva é volumosa e frequente. A sensação de calor é grande, com ar muito úmido, mas a temperatura não fica tão alta como nos meses de seca, por conta do excesso de nuvens e da chuva. Não é uma boa época para fazer turismo por lá, porque a chuva pode atrapalhar e mesmo impedir vários passeios. Por outro, se você quer sentir algo parecido com a chuva da Monções na Índia, na Indonésia, os meses chuvosos em Macapá serão perfeitos.  A média de chuva em março, o mês mais chuvoso, é de aproximadamente 407 milímetros. É muita água! Se você não gosta nem um pouquinho do frio,  um bom lugar para morar pode ser Macapá. Pelos registros do Instituto Nacional de Meteorologia, no período de 1961 a 1990, a menor temperatura na cidade foi de 20ºC, em 10 de janeiro de 1971. Mas é um lugar muito úmido. De forma geral, a umidade relativa diária está quase sempre acima dos 75%. O nome Macapá vem do tupi e é uma variação de macapaba, que significa “lugar de muitas bacabas” – ou bacabeira, uma palmeira comum na região. Antes de se chamar Macapá, a cidade foi batizada pelo Rei Carlos V, da Espanha, de Adelantado de Nueva Andaluzia. E em 1738, com a fundação, recebeu o nome de São José de Macapá. Conheça um pouco da história de Macapá. Macapá cresceu tendo referência a Fortaleza de São José do Macapá, que foi construída entre 1764 e 1782. Esta fortaleza é hoje um dos mais belos monumentos históricos do país. Em 1943, a vila passou a ser a capital do Território do Amapá – que só foi reconhecido como Estado em 1988. A cidade completa 253 anos em 2011 e  conta com mais 398 mil habitantes, entre negros, caboclos, ribeirinhos, indígenas. Entre os festejos tradicionais, algumas ganham destaque. A Marabaixo foi criada pelos escravos que participaram da construção da Fortaleza de São José e é em homenagem ao Divino Espírito Santo. As comemorações começam no período da quaresma e fica nos meses de maio, junho e julho. O Círio de Nazaré, assim como em Belém, também é festejado, porém em menores proporções. A festa de São Tiago também é importante. Ela acontece entre os dias 16 e 27 de julho e é herança da colonização portuguesa. É em comemoração à luta de São Tiago contra o domínio dos mouros. A festa mais conhecida e tradicional de Macapá é a do Boi Bumbá.