Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Perigo no vale do Itajaí (SC): risco de deslizamentos aumenta

16/02/2011 às 11:06
por Josélia Pegorim

O ri
sco de deslizamentos no vale do Itajaí e no litoral norte de Santa Catarina é cada mais alto, por conta do excesso de chuva que já é observado sobre a região. Em Indaial, pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, já foram acumulados em torno de 250 milímetros na primeira quinzena de fevereiro. A média normal de chuva para este mês é de 195 milímetros. As chuvas de janeiro foram bastante acima da média em Indaial. Choveu mais do que o dobro da média no mês passado. Foram acumulados aproximadamente 420 milímetros de chuva, sendo que a média normal é de 170 milímetros. O vale do Itajaí e o litoral norte de Santa Catarina estão debaixo de chuva constante desde o último domingo. Conforme as medições do Epagri/Ciram, só entre 7 horas de ontem e 7 horas desta quarta-feira choveu quase 55 milímetros em Joinville. Em São Francisco do Sul, no litoral norte catarinense, foram acumulados aproximadamente 90 milímetros. A região de Itapoá, na mesma região e período acumulava quase 78 milímetros.
Municípios Precipitação (mm) 7h 15 de fev até 7h 16 fev
Litoral Norte E Médio Vale
Itajaí 11,4
São Francisco do Sul 89,8
Indaial 9,2
Itapoá 77,8
Quiriri (Joinville) 54,6
Massaranduba 7,8
Alto Vale Do Itajaí
Aurora 0,0
Rio do Oeste 0,2
José Boiteux 3,4
Ituporanga 0,8
Grande Florianópolis
Florianópolis 23,8
Biguaçu 4,8
Planalto Norte
Canoinhas 22,6
Itaiópolis 4,8
Rio Negrinho 11,2
Papanduva 0,8
Monte Castelo 1,0
Litoral Sul
Laguna 6,6
Turvo 4,2
Timbé do Sul 14,0
Fonte: Estações meteorológicas automáticas da Epagri/Ciram. Estas quantidades de chuva são bastante elevadas, para um período de 24 horas, e é preciso lembrar que toda essa água caiu sobre áreas que já haviam recebido muita chuva desde o início do ano. Com o solo encharcado e a expectativa de que continue chovendo constante por mais 48 horas, o risco de deslizamentos é muito alto. O litoral do Paraná também está na mesma condição. A situação é de alerta. A continuidade da chuva até o fim da semana está associada a proximidade de uma frente fria, que entre o Paraná e São Paulo, que colabora para a formação de nuvens carregadas no vale do Itajaí, no litoral de Santa Catarina e do Paraná. Além disso, a persistência de ventos marítimos moderados está levando muita umidade para estas regiões, aumentando o potencial de chuva das nuvens.