Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Por que as noites sem nuvens são mais frias?

15/05/2015 às 16:37
por Josélia Pegorim

Neste fim de semana, várias áreas da Região Sudeste poderão ter madrugadas mais frias do que nos últimos dias por causa do efeito da perda radiativa. As capitais São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Vitória e Brasília podem ter recorde de frio neste fim de semana por causa do ar polar que influencia o centro-sul do Brasil e também por causa deste efeito de perda radiativa.

O que é a perda radiativa?

Quem está no campo sabe que noite de geada é noite de frio, mas estrelada, com poucas nuvens e ar parado. Os dias de verão normalmente são quentes desde o amanhecer, mas as noites de verão com poucas nuvens são mais frescas do que as noites com muitas nuvens e as pancadas de chuva.

A quantidade de nuvens é um importante fator que interfere no aquecimento do ar durante o dia e no resfriamento da atmosfera durante a noite. É um regulador da temperatura!

O resfriamento da atmosfera e do solo é chamado tecnicamente de perda radiativa e acontece durante o dia e também durante a noite. Existe uma constante troca de calor entre o ar e a superfície e também entre o ar e a camada de nuvens que eventualmente está sobre um lugar. O resfriamento noturno está muito relacionado com a formação do nevoeiro do amanhecer e da geada.

 

As nuvens, o solo, as árvores, os prédios, a água, tudo absorve e emite calor, mas de forma, em intensidade e num tempo diferente para tipo de material.

De forma geral, a temperatura do ar na superfície numa noite sem nuvens é menor que numa noite com muitas nuvens. Este efeito ocorre em qualquer lugar do planeta e em qualquer época do ano. Por que isto acontece? Confira a explicação da meteorologista Josélia Pegorim.

  Vai esfriar mais na segunda quinzena de maio?