Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Onda de calor está terminando

16/10/2014 às 22:52
por Josélia Pegorim

Atua
lizado em 17/10/2014 A forte onda de calor que se instalou sobre o Brasil esta semana tem causado temperaturas extremamente elevadas em particular em áreas do Centro-Oeste e do Sudeste. Temperaturas de  40°C ocorrem todos os anos em várias áreas destas Regiões, mas nesta semana de outubro o que se observa é uma persistência do calor extremo e em grandes áreas. No período entre 12 e 17 de outubro de 2014, o Instituto Nacional de Meteorologia vem registrando um aumento do número de cidades onde a temperatura chegou aos 40°C ou mais. Na sexta-feira, 17, foram 25 cidades.  Este número leva em conta apenas os locais onde o Inmet tem estação meteorológica. A realidade é que o calor de mais de 40 °C vem sendo registrado de forma generalizada em particular em Mato Grosso do Sul e no interior de São Paulo.   Quando calorão vai terminar? A onda de calor está chegando ao fim. A expectativa é de que as temperaturas comecem a voltar ao padrão normal  a partir do domingo no Sul e no decorrer da próxima semana no Sudeste e Centro-Oeste. A queda da temperatura virá com uma grande frente fria que vem trazendo uma grande massa de ar polar. A combinação do aumento de nuvens (evitam o sol forte), chuva (refresca o ar), ventos (mistura as camadas de ar, refresca e diminuição a sensação de calor) e do ar polar (mistura com o ar quente, refresca) vão fazer a temperatura baixar no Brasil. A queda da temperatura começa a ser sentida no Sul no domingo e em estados como São Paulo e Mato Grosso do Sul durante a segunda-feira. Na sexta-feira, 17 de outubro, a temperatura no Sul do Brasil chegou aos 40,1°C em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná. No Centro-Oeste, a maior foi de 42,5°C em Água Clara, em Mato Grosso do Sul, e foi a maior temperatura do Brasil. No Sudeste, a maior temperatura foi de 41,5°C em Valparaíso, no noroeste de São Paulo. No Norte, a maior temperatura foi de 40,4°C em Paranã, no Tocantins e no Nordeste, a temperatura mais elevada foi de 40,8°C em Esperantina, no Piauí. Calor na América do Sul Além do Brasil, norte da Argentina, Paraguai e sul da Bolívia também sofrem o efeito da onda de calor.  Temperaturas acima dos 40°C voltaram a ser registradas nesta sexta-feira, mas pancadas de chuva começaram a ocorrer em áreas do norte e nordeste da Argentina. No fim de semana, as áreas de instabilidade se espalham entre o Brasil, Argentina e Paraguai e é alto o risco de tempestades com chuva e granizo.  No norte da Argentina, o serviço meteorológico oficial do país registrou na quinta-feira, 16, 45,6°C  em Presidencia Roque Saenz Peña. Em Resistencia, a temperatura chegou aos 44,0°C. O aeroporto de Assunção, capital do Paraguai, registrou 41°C. Na Bolívia, o aeroporto ViruViru, de Santa Cruz de la Sierra registrou 38°C. Em Tarija, o aeroporto registrou 38°C também e nesta sexta-feira ocorreu temporal com granizo. Nos mapas abaixo, os tons de rosa indicam temperaturas máximas acima dos 38°C e 40°C.  Temperaturas amenas, na faixa dos 22°C a 26°C são indicadas por tons de verde claro e amarelo claro. Note como a mancha vermelha sai do Sudeste no dia 21 de outubro indicando a queda da temperatura. Confira a análise da meteorologista Josélia Pegorim.