Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Quando o bloqueio da ASAS será rompido?

14/01/2015 às 16:57
por Josélia Pegorim

n style="font-size: 13px;">Pelo segundo verão consecutivo, a alta subtropical do Atlântico Sul (ASAS) atua de forma atípica sobre Brasil. Este sistema de alta pressão atmosférica gera um bloqueio que altera o caminho natural das frentes frias. A circulação dos ventos gerada pela ASAS afasta as frente frias para alto mar no extremo sul do Brasil impedindo que o ar polar chegue ao Sudeste. As temperaturas acima do normal, níveis de umidade muito baixos para os padrões do verão, a redução da chuva são efeitos do bloqueio atmosférico. Os estados do Sudeste e do Centro-Oeste são os que mais sentem s efeitos negativos do bloqueio. Para mudar a situação, romper o bloqueio da ASAS é preciso surgir uma massa polar forte, que também é um sistema de alta pressão. Na próxima semana, espera-se a chegada de uma frente fria com força suficiente para interromper este bloqueio. Entre os dias 20 e 21 de janeiro, este sistema deve alcançar o litoral da Região Sudeste estimulando chuva por vários dias.   Mas será que a chuva será generalizada? A meteorologista Josélia Pegorim explica como ficará a chuva no Sudeste até o fim de janeiro.