Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

Reserva de água no Cantareira está abaixo dos 20%

10/02/2014 às 12:11
por Josélia Pegorim

Desde o início de fevereiro, o Sistema Cantareira vem baixando 0,2%/dia, em média. Esta perda de água ocorre por causa da alta alta evaporação devido ao calor intenso.  Segundo a Sabesp, o armazenamento no início da manhã de 10 de fevereiro era de 19,6%, o menor nível já observado.   Depois de viver o janeiro mais quente em 71 anos, o calor de fevereiro também deve assumir um lugar especial na história climática da cidade de São Paulo.  A temperatura de média máxima de referência para fevereiro é de 28°C. A média das temperaturas máximas de 1 a 9 de fevereiro de 2014 foi de 35,4°C, 7,4 graus acima da média. Mas há previsão de chuva para os próximos dias.   O Sistema Cantareira é o maior e o principal reservatório para a abastecimento da cidade de São Paulo e da Grande São Paulo. É um conjunto de 5 reservatórios interligados por túneis.  Para recuperar seu nível de água normal, é preciso que volte a chover de forma regular e volumosa também na divisa de São Paulo com Minas Gerais, pois alguns rios que alimentam o Cantareira nascem no Sul de Minas.

Os mapas mostram a grande deficiência de chuva (tons em vermelho-terra) na região do Sistema Cantareira nos meses de dezembro e janeiro. Pelas medições da Sabesp, a chuva acumulada em dezembro de 2013 foi de aproximadamente 63 mm de chuva, sendo que a média histórica é de quase 227 milímetros. Foi menor quantidade de chuva em um mês de dezembro em 84 anos de medições.