Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

São Paulo: balanço da chuva de fevereiro

02/03/2011 às 11:07
por Josélia Pegorim

ong>Balanço de fevereiro: muito mais chuva do que o normal O mês de fevereiro terminou com muito mais chuva do que o normal na cidade de São Paulo. Ao longo do mês, todas as regiões da capital tiveram temporais, em algum dia, mas eles foram mais freqüentes nas zonas central, norte e leste da cidade. Na zona norte, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou um total de 311,5 milímetros no Mirante de Santana, valor que ficou mais de 30% acima da média que é próxima de 234 milímetros. Foi o fevereiro mais chuvoso desde 2004. O temporal que ocorreu no fim do mês, entre os dias 27 e 28, despejou 109,5 milímetros de chuva sobre o Mirante. Foi a chuva mais intensa de 2011, até agora, e também a segunda maior quantidade de chuva acumulada em 24 horas, no mês de fevereiro, desde 1943, quando começaram as medições regulares no Mirante de Santana. O recorde de chuva em 24 horas de fevereiro é de 121,8 milímetros, entre os dias 1 e 2 de fevereiro de 1993. Na zona sul da capital, a estação meteorológica da USP, localizada em frente ao Zoológico, também registrou mais chuva do que o normal. A média de chuva em fevereiro neste ponto da cidade é de 206,6 milímetros e choveu este ano 327,6 milímetros. Em fevereiro de 2010 choveu mais por lá, com um acumulado de 394 milímetros. O recorde de volume de chuva em fevereiro neste local é de 430,5 milímetros, em fevereiro de 1995. O CGE – Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura também registrou mais chuva do que a média para fevereiro, em quase todas as áreas da cidade de São Paulo. Este ano, a região central da cidade teve muitos temporais e fechou o mês com 275,9 milímetros de chuva acumulados, 27% acima da média para fevereiro. Na zona leste choveu 253,3 milímetros, 17% acima da média. A terceira maior quantidade de chuva sobre a capital paulista em fevereiro caiu na zona norte, que acumulou 243,7 milímetros, 12% acima do normal para o mês. Na zona oeste também choveu mais do que o normal. O CGE registrou 230,5 milímetros, 6% acima da média para o mês. Na zona sul, o total acumulado ficou em 204,5 milímetros, 16% abaixo do normal. Essas diferenças na quantidade de chuva em cada parte da cidade são normais. Isto acontece em qualquer lugar, até mesmo numa cidade pequena. A chuva não é homogênea. Em outras palavras, isto quer dizer que não chove igual em todos os lugares e as diferenças ficam ainda mais nítidas numa cidade tão grande como São Paulo. Muitas vezes cai um temporal em um pedaço da zona leste, que atinge a Moóca, mas não Itaquera. Pode chover muito em dia em Pinheiros, mas nem tanto na região da USP, porém os dois locais estão dentro da zona oeste da capital.