Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

São Paulo bate recorde de secura no ar

01/07/2014 às 22:06
por Josélia Pegorim

A tarde da terça-feira, 1 de julho de 2014, foi a mais seca do ano até agora em São Paulo. A cidade viveu momentos de alerta por causa da secura do ar. Os aeroportos e o Instituto Nacional de Meteorologia registraram níveis de umidade entre 12% e 20%, o que representa uma situação de alerta para o ar seco, pelos padrões da Organização Mundial da Saúde. O nível de umidade à tarde chegou aos 14% à tarde, na medição automática do Inmet na zona norte da capital. O valor foi registrados entre 2 e 3 horas da tarde. Junho seco

Falta de chuva e ar parado são os principais fatores meteorológicos que ajudam a aumentar a concentração de poluentes. Algumas áreas da cidade de São Paulo tiveram uma garoa na noite do domingo 29 de junho, com a passagem de uma frente fria. Mas junho de 2014 terminou com apenas 9,7 mm de chuva acumulados no Mirante de Santana, na zona norte, segundo o Inmet. Foi o mês mais seco na cidade desde agostos de 2013 quando o total de chuva no mês foi de 7,7 mm.

Quando volta a chover?

São Paulo precisa de um banho de chuva, mas vai ficar sem água do céu por mais alguns dias. A perspectiva mais próxima de alguma chuva é só entre a segunda e a terça-feira da próxima semana, entre 7 e 8 de julho, com a passagem de outra frente fria. Mesmo assim, a previsão é de chuva leve que só vai dar para limpar, digamos, um dedinho da atmosfera.

- Gosta de futebol? Acompanhe -> Tempo no Jogo, o canal da Climatempo na Copa 2014. De olho na bola e no tempo! Participe! Clique o tempo na Copa: #temponojogo