Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

37°C em São Paulo rumo ao recorde histórico de calor

17/10/2014 às 10:12
por César Soares

Atualizado em 17/10/2014 às 13h10

O dia começa com sol forte em toda a Grande São Paulo. Poucas nuvens se formam no céu por conta do predomínio do ar seco e quente que persiste devido a presença de um bloqueio atmosférico.

O calor já chegou dos 37°C no Aeroporto do Campo de Marte na Zona Norte da Capital.O recorde histórico de calor na cidade de São Paulo pode ser batido ainda nesta sexta-feira. O recorde absoluto de calor é 37°C no dia 20 de janeiro de 1999.

Confira no gráfico a evolução da temperatura e da umidade relativa do ar às 11h da manhã ao longo desta semana no aeroporto de Congonhas.

Veja também a evolução da temperatura ao longo do dia no aeroporto do Campo de Marte na Zona Norte da capital.

A imagem do satélite meteorológico mostra o ar seco ganhando força. Os tons em marrom representam o ar seco e em verde um ar mais úmido.

Com essa condição a qualidade do ar segue ruim. Segundo o fechamento de quinta-feira (16) da CETESB, 5 estações registraram qualidade do ar muito ruim e 7 tiveram registros de ruim. Apenas duas estações tiveram qualidade do ar boa, são elas: Cerqueira César na Zona Norte e a do Parque D. Pedro II na Zona Oeste.

Com o predomínio de sol forte e poucas nuvens, além dos ventos de norte que trazem um ar mais quente, as temperaturas sobem rápido. Faz muito calor, tanto que há chances da maior temperatura de 2014 ser ultrapassada. O recorde atual de maior temperatura de 2014 em São Paulo, aconteceu no dia 07 de fevereiro quando a estação convencional do INMET no Mirante de Santana (Zona Norte) registrou 36,4°C.

Quando volta a chover em São Paulo?

No domingo (19) uma frente fria se aproxima de São Paulo. Há o risco de pancadas de chuva ao longo da noite e a segunda-feira (20) já começa com tempo instável e chuva a qualquer momento. A temperatura cairá por volta de 10°C na maior temperatura do dia, ou seja, não fará tanto calor quanto o que registramos nos últimos dias.

Leia também: Quando o calor vai terminar?