Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

São Paulo foi de arco-íris para tempestade

25/02/2015 às 20:07
por Josélia Pegorim

São
Paulo chegou ao fim da tarde de 25 de fevereiro de 2015 alagada, travada, congestionada, com mais árvores derrubadas pelo temporal e a morte de uma pessoa. O dia virou noite durante a tarde com as negras nuvens que se espalharam sobre várias regiões da cidade. Foram horas com o barulho dos trovões e quase 3600 raios até o fim da tarde Foi mais um temporal que vem ocorrendo quase todos os dias desde o começo do verão. As nuvens do tipo cumulonimbus foram responsáveis por todos estes estragos. Mas difícil era imaginar que o dia ia terminar assim, depois de amanhecer com chuva mansa e com um bonito arco-íris duplo, que foi fotografado por muita gente.     Um arco-íris encanta muita gente, dois arco-íris encantam ainda mais! Mas você sabe como se forma o arco-íris? Este belo fenômeno atmosférico só aparece quando os raios de sol estão numa posição precisa.     Confira as explicações do meteorologista César Soares.     Arco-íris duplo O arco-íris duplo é caracterizado por dois arco-íris ao mesmo tempo, concêntricos. O mais intenso fica na parte interna e o segundo, com cores mais fracas e na ordem invertida em relação ao primeiro, se forma na parte externa.     O arco-íris é um fenômeno óptico da atmosfera e surge da interação entre a luz solar e as gotas de água. Para ver o arco-íris, o observador precisa estar de costas para o sol. Para vermos um arco-íris simples, a luz  do sol sai da gota de água com um ângulo entre 40° e 42°. Às vezes ocorre um arco-íris duplo. O segundo arco se forma na parte mais externa e com as cores invertidas, com um ângulo de saída de luz entre 50° e 53°. Veja a dica para lembrar da ordem da cores do arco-íris.   Já fotografou o tempo hoje?  Saiba como se forma a nuvem cumulonimbus que provoca os raios. Você sabe se proteger dos raios?