Climatempo

Climatempo Meteorologia

Obter
publicidade

São Paulo tem segundo outubro mais seco em 71 anos

31/10/2014 às 16:54
por Josélia Pegorim

n style="font-size: 13px;">Outubro de 2014 deu mais um motivo para se um mês especial na histórica climática da cidade de São Paulo. O Instituto Nacional de Meteorologia divulgou nesta sexta-feira, 31, que o volume de chuva acumulado no mês foi de apenas 25,2 mm, o segundo menor acumulado de chuva para um mês de outubro desde 1943, quando começaram as medições meteorológicas regulares no Mirante de Santana, na zona norte da cidade. A média normal de chuva para outubro é de 128,0 mm, considerando o período de 1943 a 2014. Outubro de 2014 fechou com 80% de chuva abaixo da média.   O total de chuva de outubro de 2014, 25,2 mm, foi o mais baixo para este mês desde 1985 quando choveu apenas 15,2 mm durante os 31 dias do mês. O gráfico mostra os outubros mais secos, ou menos chuvosos, já registrados pelo Instituto Nacional de Meteorologia desde 1943. Na escala anual, outubro tem a sexta maior média de chuva em São Paulo. Outubro de 2014 foi o terceiro mês com menos chuva este ano atrás de junho e de julho.   Recorde histórico de calor Uma forte massa de ar quente e seco predominou sobre São Paulo entre os dias 10 e 19 de outubro e deixou a capital extremamente quente. No dia 17 de outubro de 2014 a capital paulista quebrou o recorde absoluto de calor, com 37,8°C de máxima no Mirante de Santana. Esta é atualmente a maior temperatura já registrada neste local da cidade em 71 anos.   Novembro com chuva O mês de novembro promete ser bastante diferente de outubro. O ar úmido e quente vindo do centro-norte do Brasil continua chegando ao Estado São Paulo e duas frentes frias devem passar pelo litoral paulista só na primeira semana do mês. Estes fatores vão facilitar a formação e permanência de áreas de instabilidade sobre São Paulo que vão provocar pancadas de chuva frequentes. A capital, e todas as outras áreas do Estado de São Paulo, poderão ter vários eventos de chuva forte no decorrer da primeira quinzena de novembro. O mapa mostra a projeção do total de chuva a ser acumulado no período de 1 a 15 de novembro de 2014. O tom de verde mais escuro representa uma estimativa de mais de 200 mm de chuva.